Berryboot – Utilizando vários sistemas em um único SD 9

Fui inventar de transformar a TV lá de casa em “smart”, com uma Raspberry Pi. Eu queria que tivesse um videogame, baseado no Retropie mas o resto da casa queria que a TV fosse como um computador normal. Como ficaria ruim ficar trocando, decidi colocar as duas imagens em um único cartão SD. O Berryboot foi a solução que eu encontrei para esse problema.

Para esse projeto vamos precisar de:

O Berryboot foi criado com o intuito de facilitar a instalação de sistemas operacionais na Raspberry Pi. Acontece que já é bastante simples instalar um sistema operacional, nesse post fazemos isso utilizando o Noobs, por isso o berryboot acabou sendo mais utilizado para quando se deseja utilizar diversos sistemas operacionais no mesmo cartão SD.

Preparando o Berryboot 

Primeiro passo é baixar o Berryboot que encaixa com a Raspberry que você está utilizando. Você deve extrair a pasta e transferir todos os arquivos para um cartão SD limpo, de preferência recém formatado.

Dica: tive problemas com a formatação convencional do Windows, mas o SD Card Formatter me ajudou bastante.

Ao conectar o cartão e ligar a placa pela primeira vez, essa vai ser a primeira tela a aparecer:

Tela inicial Berryboot

Nela você pode escolher se a sua conexão será via cabo ou Wifi e por onde será enviado o som. Se for utilizar o som da própria TV, pode selecionar HDMI.

Se for selecionado o Wifi, você já deve escolher a rede e colocar a senha na próxima tela.

Próximo passo é selecionar a partição em que será instalado o Berryboot e aguardar a instalação.

Seleção do disco Berryboot

Com o Berryboot instalado, você pode selecionar o primeiro sistema operacional que você deseja utilizar.

Seleção do sistema operacional Berryboot

No meu caso, comecei pelo Debian. Depois irei instalar o Retropie, que está na aba “Others”. O Berryboot irá baixar e instalar o sistema selecionado, o que demora um tempo considerável.

Download do sistema no Berryboot

Finalizados os procedimentos, você receberá uma mensagem informando que a instalação está completa. Basta pressionar “OK” e a Raspberry irá reiniciar.

instalação do sistema operacional no Berryboot

Ao ligar novamente, ela vai para o menu inicial que sempre aparecerá quando for reiniciada. Nele é possível selecionar entre os sistemas operacionais instalados ou entrar nas configurações do Berryboot. Se nada for pressionado em 10 segundos, ela abre o sistema operacional padrão, que pode ser trocado nas configurações.

Inicial Berryboot

Configurando outras opções do Berryboot

Acessando o menu do Berryboot é possível alterar várias configurações:

Menu berryboot

É possível adicionar outros sistemas operacionais, através da internet, como feito anteriormente ou mesmo através de um pendrive. Também é possível removê-los ou escolher o sistema padrão, que irá abrir em 10 segundos se nada for pressionado.

Através do menu é possível renomear os sistemas quando aparecem na primeira tela. Isso me ajudou bastante em casa, onde renomeei os sistemas para “videogame” e “computador” o Retropie e o Debian, respectivamente.

Entrando em “More Options” é possível colocar senha e abrir o console para receber linhas de comandos. O login padrão é “root” e não tem senha.

Curtiu aprender como utilizar o Berryboot na Raspberry Pi? Ajude-nos a melhorar o blog comentando abaixo sobre este tutorial. Não se esqueça de visitar o fórum da FILIPEFLOP!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 Comentários

  1. Fale só o home assistent e os seus modos de instalação !!! Por favor

  2. Coloquei como informado e com um cartão de 256gb e depois um 128gb, ficou como se não estivesse conectado nada no HDMI da tv, até quantos gb o raspberry lê ? e se ele ler uns dos cartão acima o que fiz de errado, teclado e mouse por pendrive (wifi) ?

    1. Olá Adriano!

      Você pode colocar esse problema com mais detalhes no nosso fórum? Dê a placa que está usando e o modelo do SD. Lá o pessoal pode te ajudar melhor nisso.

      https://www.filipeflop.com/forum/

      Abraços!

      André – Equipe FilipeFlop

  3. Boa tarde!
    Eu tenho um SSD Sandisk 16gb e gostaria de comprar um maior. Qual o maior tamanho suportado pelo Raspberry?

    1. Olá Emerson!

      Para valores maiores que 32 GB você deve garantir que o cartão está no formato FAT32. Nesse formato, a Raspberry Pi consegue ler qualquer valor.

      Abraços!

      André – Equipe FilipeFlop

  4. Parabéns pelo seu artigo
    Estou com um problema gostaria da sua ajuda.
    Eu tenho um Raspberry Pi 3 b, eu havia instalado o recalbox e o lakka usando o Noobs, porém depois de um tempo eu tive a necessidade de instalar o Raspbian, mas o noobs não tem a opção de fazer uma nova instalação ao “lado” da antiga, a instalação do noobs é por cima da antiga o que apaga todas as configurações antigas.
    Conforme você mostrou no seu vídeo o BerryBoot resolve meu problema, Porém quando eu sigo seu tutorial a minha tela fica com a cor preta e o BerryBoot não sobe, mas eu percebo que quando eu aperto no teclado os leds do Raspberry fica piscando, a unica diferença é que eu estou usando um adaptador de hdmi para vga por que eu não tenho nenhuma tela hdmi. Ja instalei varia versões do BerryBoot mas nenhuma funciona. Quando eu faço o mesmo procedimento com o nubs funciona tudo normalmente, ou seja o nubs sobe mas o BerryBoot não sobe.
    Na tentativa de resolver o problema eu formatei o SD usando o SD CARD FORMATTER, copiei os arquivos no nubs e depois copiei os arquivos de BerryBoot por cima, quando eu coloquei o cartão de memória no Raspberry o BerryBoot subiu e funcionou normalmente e eu conseguiu instalar o Raspibian todavia quando a instalação finaliza o sistema reinicia e cai novamente na tela inicial do BerryBoot e não vai para a tela onde da ok para iniciar o raspbiam. Por favor me AJUDE!

    1. Olá Thiago!

      Não tive esse problema aqui. Vou tentar refazer o processo e ver o que acontece.

      Abraços!

      André – Equipe FilipeFlop

  5. André, muito obrigado pelo tutorial!
    Uma pergunta, quando instala um sistema ele já pega a última versão disponível pelo desenvolvedor ou baixa uma versão compatível com o Berryboot apenas?

    Exemplo: Se eu instalar, ele vai procurar o Retropie 4.4 e Kodi 18.1.

  6. André, tenho uma dúvida que tentei sanar buscando até os confins da internet mas não achei.

    Tenho um SD de 128gb com o berryboot, raspbian, lakka, e outros OS.

    O problema é o seguinte: preciso passar umas roms que baixei no Raspbian para o Lakka, porém apesar de estar instalado na mesma partição, aparentemente não tem espaço em comum!

    Como resolver esse problema? Achei legal essa questão de instalar tudo na mesma partição compartilhada, mas não faz muito sentido se não tem nem uma pasta em comum entre elas.

    abraço!