Berryboot – Utilizando vários sistemas em um único SD Deixe um comentário

Fui inventar de transformar a TV lá de casa em “smart”, com uma Raspberry Pi. Eu queria que tivesse um videogame, baseado no Retropie mas o resto da casa queria que a TV fosse como um computador normal. Como ficaria ruim ficar trocando, decidi colocar as duas imagens em um único cartão SD. O Berryboot foi a solução que eu encontrei para esse problema.

Para esse projeto vamos precisar de:

O Berryboot foi criado com o intuito de facilitar a instalação de sistemas operacionais na Raspberry Pi. Acontece que já é bastante simples instalar um sistema operacional, nesse post fazemos isso utilizando o Noobs, por isso o berryboot acabou sendo mais utilizado para quando se deseja utilizar diversos sistemas operacionais no mesmo cartão SD.

Preparando o Berryboot 

Primeiro passo é baixar o Berryboot que encaixa com a Raspberry que você está utilizando. Você deve extrair a pasta e transferir todos os arquivos para um cartão SD limpo, de preferência recém formatado.

Dica: tive problemas com a formatação convencional do Windows, mas o SD Card Formatter me ajudou bastante.

Ao conectar o cartão e ligar a placa pela primeira vez, essa vai ser a primeira tela a aparecer:

Tela inicial Berryboot

Nela você pode escolher se a sua conexão será via cabo ou Wifi e por onde será enviado o som. Se for utilizar o som da própria TV, pode selecionar HDMI.

Se for selecionado o Wifi, você já deve escolher a rede e colocar a senha na próxima tela.

Próximo passo é selecionar a partição em que será instalado o Berryboot e aguardar a instalação.

Seleção do disco Berryboot

Com o Berryboot instalado, você pode selecionar o primeiro sistema operacional que você deseja utilizar.

Seleção do sistema operacional Berryboot

No meu caso, comecei pelo Debian. Depois irei instalar o Retropie, que está na aba “Others”. O Berryboot irá baixar e instalar o sistema selecionado, o que demora um tempo considerável.

Download do sistema no Berryboot

Finalizados os procedimentos, você receberá uma mensagem informando que a instalação está completa. Basta pressionar “OK” e a Raspberry irá reiniciar.

instalação do sistema operacional no Berryboot

Ao ligar novamente, ela vai para o menu inicial que sempre aparecerá quando for reiniciada. Nele é possível selecionar entre os sistemas operacionais instalados ou entrar nas configurações do Berryboot. Se nada for pressionado em 10 segundos, ela abre o sistema operacional padrão, que pode ser trocado nas configurações.

Inicial Berryboot

Configurando outras opções do Berryboot

Acessando o menu do Berryboot é possível alterar várias configurações:

Menu berryboot

É possível adicionar outros sistemas operacionais, através da internet, como feito anteriormente ou mesmo através de um pendrive. Também é possível removê-los ou escolher o sistema padrão, que irá abrir em 10 segundos se nada for pressionado.

Através do menu é possível renomear os sistemas quando aparecem na primeira tela. Isso me ajudou bastante em casa, onde renomeei os sistemas para “videogame” e “computador” o Retropie e o Debian, respectivamente.

Entrando em “More Options” é possível colocar senha e abrir o console para receber linhas de comandos. O login padrão é “root” e não tem senha.

Curtiu aprender como utilizar o Berryboot na Raspberry Pi? Ajude-nos a melhorar o blog comentando abaixo sobre este tutorial. Não se esqueça de visitar o fórum da FILIPEFLOP!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *