Campainha IoT com Raspberry Pi Zero W 2

Com a popularização e redução de preço de placas de desenvolvimento que são verdadeiros computadores – como a Raspberry Pi Zero W por exemplo – um mundo de novos projetos ficou disponível a qualquer um que queira aprender e esteja disposto a botar a mão na massa. Isso refletiu em muitos projetos aplicados ao dia-a-dia. Um deles é o que será tratado aqui neste post: uma campainha IoT com Raspberry Pi. Com ela, você poderá saber quem tocou sua campainha (através de uma foto) e quando isso ocorreu, de qualquer lugar do mundo com conexão à Internet!

Campainha IoT

Material necessário para a campainha IoT

Para fazer este projeto, você precisará de:

* Assume-se neste post que a Raspberry Pi Zero W já contenha o Raspbian instalado e configurado (ou seja, a Raspberry Pi Zero W deve estar operacional).

Overview do projeto

O projeto funcionará da seguinte maneira: ao ser pressionado um botão / interruptor, uma foto da pessoa que o apertou será tirada pela Raspberry Pi Zero W (usando a câmera Raspberry Pi) e enviada, juntamente com a data e horário do evento ocorrido, ao morador da casa através do Pushbullet. O Pushbullet, por sua vez, envia uma notificação push ao celular do morador, tornando possível que este saiba (em qualquer lugar do mundo, a qualquer hora) quem tocou a campainha de sua casa.

Preparação – câmera Raspberry Pi

Antes de prosseguir com o projeto, é preciso preparar a Raspberry Pi para se comunicar com a câmera. Para isso, siga este nosso tutorial.

Pushbullet – o que é e como utilizar?

O Pushbullet é um app + serviço online que permite que qualquer tablet e smartphone (e também qualquer computador, através do site oficial) receba mensagens (incluindo notificações push) sem custo algum. Trata-se de uma das formas mais simples e eficientes de se enviar notificações a smartphones a partir de dispositivos diversos.
O Pushbullet direciona as mensagens aos destinatários corretos (todos os seus dispositivos cadastrados) através de uma chave. Esta chave é um código único associado a sua conta Pushbullet, sendo esta chamada de Access Token.

Figura 1 - logo do Pushbullet

Para utilizar o Pushbullet, é preciso instalar o aplicativo oficial do Pushbullet no smartphone para receber as notificações e, além disso, é preciso obter o Access Token.  Portanto, se algo (este projeto, por exemplo) enviar notificação pelo Pushbullet com o dado Access Token correspondente ao da sua conta, todos os seus dispositivos com o aplicativo a receberão. Para gerar o Access Token, siga o procedimento abaixo:

  1. Instale o aplicativo oficial do Pushbullet nos dispositivos que devem receber notificações do projeto e faça o cadastro. Se desejar, é possível também fazer o cadastro através de redes sociais (como Facebook, por exemplo);
  2. De seu computador, acesse o site oficial do Pushbullet;
  3. Faça o login com as mesmas credenciais utilizadas no cadastro;
  4. Feito o login, clique em “Settings”, depois em “Account” e, por fim, em “Create Access Token”, destacado na figura abaixo.
  5. Ao clicar, o site exibirá sua Access Token.
    Atenção: anote / salve em local seguro, pois você não vai visualizar o Acess Token novamente (se você o perder, terá que criar outro seguindo este mesmo procedimento).

Circuito esquemático do projeto

O circuito esquemático do projeto da campainha IoT pode ser visto na figura abaixo:

 

Código-fonte

O código-fonte do projeto pode ser visto abaixo:

Projeto em ação!

Veja abaixo o projeto da Campainha IoT em ação:

Gostou do projeto Campainha IoT com Raspberry Pi Zero W? Então deixe seu comentário logo abaixo. Em caso de dúvidas, caso queira trocar uma ideia, ou até mesmo dividir seu projeto, acesse nosso Fórum!

CTA_guia raspberry pi para iniciantes

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

  1. Ótimo Projeto!

    Daria pra enviar um vídeo ao inves da imagem ?

    1. Diego, muito obrigado pela leitura e pelo elogio!

      Respondendo a sua pergunta: nunca fiz isso, mas ACHO que se você alterar o file type do JSON para o de video e gravar o video com alguma aplicação Linux (como a ffmpeg) você deve conseguir enviar vídeos sim.

      Sobre gravação de videos, este link pode ajudar: https://www.raspberrypi.org/forums/viewtopic.php?t=144223

      Atenciosamente,
      Pedro Bertoleti