Como aplicar IoT no seu negócio Deixe um comentário

Tudo pode ser conectado. Com o advento de dispositivos cada vez mais sofisticados, vivemos uma nova era na produtividade dos negócios, criando vantagens competitivas e companhias sustentáveis. Já falamos sobre Internet das coisas aqui no blog e de como alguns brasileiros já usaram IoT em suas empresas, e é fato de que, independente do setor de atuação, toda empresa deve considerar adotar as inovações da IoT para aprimorar sua oferta. Os consumidores, assim como as empresas, estão cada vez mais acostumados a conectar um serviço a outro para obter um resultado final de excelência, e é preciso se adaptar a isso.

E se tudo pode ser conectado, essas conexões possibilitam novos modelos de negócios ou adaptação de modelos já existentes. Descubra neste post algumas aplicações da Internet das Coisas que podem impulsionar seu negócio, independente do tamanho da sua empresa.

Soluções para Estoque

Imagem 1 - IoT para empresas

Com IoT é possível rastrear o transporte e a entrega de produtos, ajudando a monitorar o tempo de chegada e a logística com muito mais precisão. As tags e sensores também podem ajudar a controlar os níveis de estoque em tempo real e descobrir onde um item está em um armazém ou loja. Os Sensores RFID (Radio-Frequency Identification), por exemplo, usam ondas de rádio para comunicação entre uma etiqueta e um dispositivo de leitura. Essa tecnologia torna possível ter acesso a várias informações acerca das mercadorias em um estoque tal como peso, código de barras e localização dentro do armazém. Isso faz dos sensores RFID uma tecnologia ideal para gestão, segurança e controle, possibilitando um estoque mais eficiente, e consequentemente melhorando o fluxo de caixa da sua empresa. Ter um acompanhamento de inventário mais preciso também significa que você pode reduzir o excesso de pedidos e garantir que os produtos mais populares estejam sempre em estoque para maximizar os lucros. Além disso, alguns estudos sugerem que a IoT pode melhorar as receitas das empresas como, por exemplo, do setor de logística. Já que o número de dispositivos conectados aumenta consideravelmente a cada dia, é possível estabelecer conexões com depósitos e caminhões de transporte de cargas. Conectando estruturas físicas com transporte, consegue-se obter mais informações sobre coleta, movimento e recebimento, criando oportunidades de reduzir custos operacionais.

Diminuindo tempo de inatividade com gêmeos digitais

Um dos maiores benefícios da IoT foi a chegada da tecnologia de gêmeos digitais. Esse conceito cria modelos digitais de ativos físicos usando dados em tempo real. Se um componente crítico nos processos de sua empresa falhar, o gêmeo digital pode monitorar até encontrar o problema. A tecnologia IoT pode acompanhar o desempenho dos sistemas ao longo do tempo, permitindo que as empresas saibam com semanas de antecedência quando os erros aparecem. Isso reduz o risco de falhas e o tempo de inatividade ao mínimo. Quando todos os processos cruciais de uma empresa estão conectados por meio de uma rede sem fio, é mais fácil coletar informações de todos os aspectos e setores da empresa, auxiliando a identificar formas de aumentar a eficiência. Outra grande vantagem do gêmeo digital é o potencial de embasar a tomada de decisão em situações difíceis de serem testadas na prática.

Acesso a muito mais dados

Conectar dispositivos por meio de uma rede baseada em nuvem dá às empresas a chance de coletar rapidamente mais dados. Se você tem uma loja, por exemplo, é possível com a IoT rastrear informações com sensores colocados em toda a sua loja para descobrir como as pessoas observam seus produtos. Os dispositivos de IoT também podem acompanhar o desempenho de máquinas e funcionários em armazéns, linhas de montagem, sistemas de produção e até mesmo em veículos. Quanto mais dados você coletar, mais oportunidades você encontra para aumentar o desempenho e a eficiência e abrir novas portas para o crescimento da receita. E acesso a dados também significa um entendimento mais profundo acerca dos clientes. Em uma pesquisa da Forbes Insights, 47% dos entrevistados afirmaram que, ao implementarem a análise visual em suas empresas para capturar informações sobre situações e pessoas, foi possível entender como as pessoas reagem a determinados níveis de serviço de funcionários e promoções. Os sensores e as informações da IoT também oferecem às empresas uma oportunidade fantástica de analisar o comportamento de seus clientes. Por meio de tecnologias como geoanalytics, que se baseia na monitoração de GPS de celulares, é possível monitorar clientes e comportamento de compra, oferecendo informações valiosas às empresas.

Experiência do Consumidor

À medida que novas ferramentas surgem no mercado, como câmeras com sensores visuais, se torna ainda mais fácil para as companhias aprenderem sobre o público-alvo. É o caso dos Beacons, que são pequenos transmissores que se conectam e emitem informações via bluetooth a dispositivos como smartphones. De custo acessível, esses aparelhos usam tecnologia para detectar a presença humana nas proximidades e desencadear ações predefinidas para fornecer experiências informativas, contextuais e personalizadas. Na prática, quando um potencial consumidor está próximo de uma loja, o beacon irá disparar informações sobre promoções e condições de pagamento, por exemplo. Algumas lojas que já incorporaram a tecnologia para mostrar aos compradores as ofertas próximas conseguem ficar ainda mais conectadas com seus consumidores durante toda a experiência de compra.

Imagem 2 - IoT para empresas

E não é somente o varejo que pode se beneficiar da inovação. Nas cidades, por exemplo, os beacons podem ser dispostos nas ruas e sugerir locais próximos a serem visitados, colocados em pontos de ônibus para que as pessoas recebam informação sobre horários e linhas que passam no local e também podem ser utilizados para emitir sinais de alerta como tempestades e ventanias.

Com bons projetos que usam internet das coisas como cerne, estabelecimentos comerciais conseguem transformar a experiência do usuário também no mundo real. Utilizando tecnologias como display digitais, o varejo físico consegue criar experiências interativas em suas lojas. Ao mesclar soluções de IoT com inteligência artificial é possível que o cliente vivencie experiências reais, fortalecendo a imagem da loja com um espaço mais conectado e integrado à experiência oferecida pelos meios digitais, reforçando o marketing multimídia e de canais.

Projetos com autoatendimento

As empresas já estão descobrindo novas maneiras de eliminar os pontos de atrito comuns na jornada de compras. Diversos supermercados e lojas estão implementando a tecnologia de digitalização que permite que os clientes façam self check-out, ou seja, sem a interferência de funcionários. Essa tecnologia usa sensores IoT conectados a um banco de dados de inventário para verificar o preço dos itens e atualizar listas de estoque automaticamente. Soluções simples de autoatendimento significam que muitos varejistas podem começar a aproveitar ao máximo seus colaboradores. Com suas próprias ferramentas de autoatendimento, você pode atribuir sua força de trabalho a tarefas mais criativas e interessantes. Já falamos aqui no blog sobre como estes projetos podem ser aprimorados utilizando uma Raspberry em modo quiosque, onde só um aplicativo é executado no sistema operacional. Isto torna a navegação limitada a uma página específica e o usuário só consegue ir para outras páginas caso a página que ele esteja usando possua um link que o direcione para tal, ideal para projetos com totem.

Segurança e proteção

Muitos dos mais recentes produtos de circuito de câmeras e controle de acesso são compatíveis com IoT. Conectar seu sistema de segurança ao resto de sua rede oferece uma série de vantagens, como conseguir ver em tempo real o que está acontecendo em suas instalações de qualquer lugar do mundo e até vincular uma câmera a um sistema inteligente que possa rastrear e analisar comportamentos suspeitos. Os sistemas de segurança conectados à IoT podem até mesmo vincular dados biométricos, facilitando o controle de quem pode entrar em um edifício com base em dados como impressões digitais e digitalização da íris, em vez de apenas ter uma chave. Além disso, isso reduz o risco de possíveis violações e roubos.

Melhorar a tomada de decisão

Por fim, os dados coletados da IoT, combinados com uma mudança nos processos de negócios, podem facilitar a visualização de oportunidades que você nunca notou antes. Com IoT é possível tomar decisões com base não apenas no que se sabe sobre seus clientes, mas também com base no mercado. Um estudo da McKinsey afirma que a Tesla coleta terabytes de dados em seus veículos e utiliza as informações que consegue para fazer escolhas sobre os ciclos de desenvolvimento futuros. O resultado tem sido inúmeras atualizações para inovações como recursos de autodireção, estratégias de manutenção e outros recursos inovadores.

Internet das coisas não está ligada apenas à tecnologia, sendo um tema estratégico para qualquer empresa. À medida que essa tecnologia é aperfeiçoada, começaremos a ver os cenários para o IoT se desenvolverem significativamente além dos casos de uso tradicionais que vemos hoje. Isso poderia resultar em prédios e cidades inteligentes e gerenciamento de tarefas que auxiliam a sociedade a ser mais eficiente e empresas mais produtivas do que nunca. Assim, continuaremos a ver as empresas se concentrarem mais nas necessidades de proteção e armazenamento, aproveitando todos os benefícios que a IoT tem para oferecer, agora e no futuro. A questão não é se devemos aplicar IoT na empresas, a questão é quando irá começar a usar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *