Como construir um NAS com Raspberry Pi Deixe um comentário

Um sistema NAS (Network-Attached Storage, ou Armazenamento Conectado à Rede – em tradução livre), permite que você salve arquivos do seu computador ou dispositivos móveis em unidades de armazenamento externo, através da rede sem fio da sua casa ou escritório. Aprenda como construir um NAS com Raspberry Pi: você pode conectar todas as suas unidades de armazenamento, como HDDs, SSDs, pendrives, cartões de memórias, etc., criar backups seguros dos seus arquivos importantes e acessá-los de qualquer lugar do mundo.

Venha descobrir como criar um NAS com placas Raspberry Pi.

Sistema NAS feito com Raspberry Pi 4
Sistema NAS feito com Raspberry Pi 4

 

O que você irá precisar

 

  • Placa Raspberry Pi
  • Fonte de alimentação USB-C
  • Cartão de memória microSD
  • Extensor de portas USB (hub USB)
  • Cabo Ethernet
  • Unidade de armazenamento externo

 

Como escolher a Raspberry Pi e os acessórios corretos

 

Quanto mais rápida for a sua placa Raspberry Pi, mais rapidamente os dados serão salvos na sua unidade de armazenamento externo. Por esse motivo, recomendamos que seja utilizada uma Raspberry Pi 4 8GB, mas todas as placas da linha Raspberry Pi 4 irão performar bem nessa tarefa.

Se você optar por uma Raspberry Pi 4 ou Raspberry Pi 400, você irá precisar de uma fonte de alimentação USB-C 5V 3A e um cabo micro-HDMI para HMDI padrão (esse cabo será utilizado na etapa de configuração apenas). Modelos mais antigos de placas irão demandar uma fonte de alimentação Micro USB e um cabo HDMI para HDMI.

Fontes de alimentação têm bastante variedade entre si, e uma fonte de celular padrão pode não ser forte o suficiente para energizar o seu Raspberry Pi. Para facilitar a escolha e dar mais confiança ao cliente, oferecemos fontes USB-C e Micro USB compatíveis e testadas com as placas Raspberry Pi. Se a fonte que você estiver utilizando não conseguir fornecer energia suficiente para a sua placa, você verá um símbolo de raio aparecer no canto superior direito da sua tela.

 

Instalando o sistema operacional Raspberry OS Lite

 

Utilizaremos o programa Raspberry Pi Imager para instalar o Raspberry Pi OS Lite no cartão de memória microSD. O software Raspberry Pi Imager está disponível gratuitamente para Windows, macOS, Ubuntu e Raspberry Pi OS, e pode ser baixado aqui.

Tela inicial do Raspberry Pi Imager
Tela inicial do software Raspberry Pi Imager

 

Abra o software Raspberry Pi Imager e conecte o seu cartão microSD ao seu computador

 

Conecte seu cartão microSD ao seu computador utilizando um adaptador em formato de cartão SD. Se o seu computador não possui um leitor de cartão de memória embutido, você pode utilizar um leitor de cartão de memória externo. É recomendado que seu cartão tenha espaço de armazenamento de, no mínimo, 16GB.

 

Instale o Raspberry Pi OS em seu cartão microSD

 

Com o Raspberry Pi Imager aberto:

Em CHOOSE OS: o Raspberry Pi OS pode ser encontrado dentro da opções Raspberry Pi OS (other). Iremos utilizar a versão Raspberry Pi OS Lite, que é a de menor tamanho, já que não precisaremos do ambiente de desktop para esse projeto.

Tela de escolha do sistema operacional do software Raspberry Pi Imager
Tela do Raspberry Pi Imager: escolha do sistema operacional

Abrindo o menu avançado: pressione as teclas Ctrl-Shift-X para exibir o menu avançado do Raspberry Pi Imager, ou clique no botão Advanced Menu/Advanced Options.

Habilitando o SSH: marque a caixa Enable SSH e escolha um nome de usuário e uma senha. Você precisará desses dados para acessar o seu Raspberry Pi e armazenamento em rede – então não escolha nomes de usuário ou senhas fáceis.

Tela do Raspberry Pi Imager: criando nome de usuário e senha
Tela do Raspberry Pi Imager: criando nome de usuário e senha

Pressione SAVE para salvar e fechar o menu avançado.

 

Em CHOOSE STORAGE: Selecione o seu cartão de memória microSD.

Tela do Raspberry Pi Imager: selecionando o cartão microSD
Tela do Raspberry Pi Imager: selecionando o cartão microSD

Por fim, clique no botão WRITE.

Tela do Raspberry Pi Imager: instalando o sistema operacional
Tela do Raspberry Pi Imager: instalando o sistema operacional

Assim que a instalação estiver completa, você pode remover o cartão microSD do seu computador e inseri-lo em seu Raspberry Pi.

 

Opções de armazenamento

 

Para esse tutorial, utilizaremos um HDD externo com entrada USB e um HDD interno com um adaptador SATA para USB. Você também poderá utilizar um pendrive ou outra solução de armazenamento por USB, se preferir. Recomendamos guardar todos os dados armazenados nesses dispositivos e excluí-los, pois você poderá precisar formatar a unidade de armazenamento no decorrer do processo.

Para manter uma fonte de energia consistente e alimentar os HDDs externos, a melhor opção é utilizar um hub USB para conectar suas unidades de armazenamento ao seu Raspberry Pi.

 

Configurando seu Raspberry Pi

 

O seu Raspberry Pi precisa estar conectado à sua rede através de um cabo Ethernet. Na maioria dos casos, isso requer que você conecte o dispositivo diretamente ao seu roteador. Uma vez conectado, ligue sua unidade de armazenamento ao hub USB e o seu hub USB ao seu Raspberry Pi. Por último, conecte o seu Raspberry Pi à fonte de energia usando a porta USB-C da placa.

 

Obtendo seu endereço de IP

 

Para conseguir obter acesso ao seu Raspberry Pi via SSH usando seu computador, você precisará conhecer o endereço de IP da sua placa. O endereço de IP é uma sequência única de números que identifica um dispositivo dentro de uma rede. O jeito mais fácil de descobrir esse endereço é acessando o seu roteador e verificando quais dispositivos estão conectados a ele via Ethernet (LAN). As informações para acessar o painel de controle do seu roteador devem estar em uma etiqueta colada nele ou no manual do usuário, caso você nunca tenha trocado essas credenciais de acesso (nome de usuário e senha). Você também consegue obter essas informações acessando o site do fabricante do seu roteador, ou entrando em contato com seu provedor de internet caso eles forneçam o roteador que você utiliza.

 

Conectando via SSH

 

Abra o Terminal no seu computador e execute o seguinte comando, substituindo xxx.xxx.xxx.xxx com o endereço de IP do seu Raspberry Pi:

$ ssh pi@XXX.XXX.XXX.XXX

Quando a senha “password” for solicitada, use a senha que você criou no software Raspberry Pi Imager, enquanto instalava o Raspberry Pi OS.

Tela do Terminal em que são executados os comandos
Tela do Terminal em que são executados os comandos

Para garantir que as configurações de rede do seu Raspberry Pi estão corretas, execute:

$ sudo rm -f /etc/systemd/network/99-default.link

Quando esse processo terminar, execute a seguinte linha para reiniciar seu Raspberry Pi:

$ sudo reboot

 

Utilizando OpenMediaVault

 

Iremos utilizar um software livre e gratuito chamado OpenMediaVault para gerenciar a sua rede de armazenamento. O OpenMediaVault oferece uma interface fácil de usar, além de múltiplas opções de add-ons de básicas a avançadas.

 

Instalando o OpenMediaVault

 

Após o seu Raspberry Pi ter sido reiniciado, vá até o Terminal novamente e repita o processo para acessá-lo via SSH (substitua xxx.xxx.xxx.xxx pelo endereço de IP do seu Raspberry Pi):

$ ssh pi@XXX.XXX.XXX.XXX

Para instalar o OpenMediaVault, execute o comando:

$ sudo wget -O - https://github.com/OpenMediaVault-Plugin-Developers/installScript/raw/master/install | sudo bash

Assim que estiver concluído, feche o Terminal.

 

Configurando o OpenMediaVault

 

Abra o navegador no seu computador e digite o endereço de IP do seu Raspberry Pi na barra de endereços do aplicativo.

Tela do OpenMediaVault
Tela de login do OpenMediaVault

Faça login no OpenMediaVault utilizando as seguintes credenciais:

Username: admin
Password: openmediavault

 

Alterando a senha do OpenMediaVault

 

Para abrir as configurações, clique no ícone de engrenagem no canto superior direito e vá até a opção de alterar a senha de administrador do OpenMediaVault (change password, em inglês).

 

Configurando o acesso à rede

 

No menu do OpenMediaVault, selecione a opção Storage e logo depois Disks. Todas as opções de armazenamento, incluindo o cartão de memória microSD, deverão aparecer. Caso não apareçam, verifique novamente se todos os cabos estão conectados e os dispositivos estão recebendo energia, e então reinicie o seu Raspberry Pi.

Tela do OpenMediaVault: página Disks, dentro de Storage
Tela do OpenMediaVault: verificando as opções de armazenamento

Em seguida, vá até a opção File Systems, dentro de Storage. Essa página deverá aparecer em branco, portanto selecione Create para criar um novo sistema de arquivos. Aqui, você poderá escolher qual unidade de armazenamento irá utilizar. Recomendamos que seja selecionado o formato de drive EXT4. Clique em Save/OK e pronto.

Tela do OpenMediaVault: criando um File System
Tela do OpenMediaVault: criando um sistema de arquivos (File System)

Selecione o sistema de arquivos recém criado para prepará-lo e aplicar alterações.

Tela do OpenMediaVault: configurando o sistema de arquivos
Tela do OpenMediaVault: configurando o sistema de arquivos

Agora, precisamos criar uma pasta compartilhada.

Navegue até Shared Folders, dentro de Storage, e clique em Create para criar a nova pasta. Nessa etapa você pode nomear a pasta, selecionar em qual unidade de armazenamento ela será alocada, e fornecer permissões para os usuários. As permissões padrão devem funcionar bem, mas você pode alterá-las caso prefira opções diferentes dentro da sua rede. Clique em Save e as alterações serão aplicadas.

Tela do OpenMediaVault: criando uma pasta compartilhada
Tela do OpenMediaVault: criando uma pasta compartilhada

Por último, precisamos garantir que todos os computadores da sua rede consigam acessar a pasta para que os arquivos possam ser enviados a ela.

No menu do OpenMediaVault, vá até Services e selecione SMB/CIFS

Tela do OpenMediaVault: configurando o compartilhamento das pastas
Tela do OpenMediaVault: configurando o compartilhamento das pastas

Dentro de SMB/CIFS, selecione a opção Settings, clique na caixa Enabled, abaixo de Home Directories, e clique em Save no fim da página. Ainda dentro de SMB/CIFS, vá até a opção Shares, clique no botão Create e vincule a sua pasta compartilhada criada anteriormente, clique em Save para aplicar as alterações.

Pronto, o seu sistema NAS agora deve estar preparado para armazenar os seus arquivos dentro da sua rede.

 

Acessando seu NAS do Windows

 

Abra o Windows Explorer – também conhecido como o navegador de pastas e arquivos do Windows, que tem o ícone de pasta de arquivos. Na barra de endereços dessa janela, digite \\XXX.XXX.X.XXX (substituindo x pelo endereço de IP do seu Raspberry Pi).

Esse processo criará uma nova entrada no menu lateral esquerdo, abaixo de Rede, com o nome das pastas e seus arquivos. Clique duas vezes na pasta compartilhada que você deseja ter acesso, insira o nome de usuário e senha que você criou no começo desse tutorial, quando estava instalando o sistema operacional através do software Raspberry Pi Imager. Pronto, tudo deve estar configurado agora.

 

Acessando seu NAS do macOS

 

Na sua área de trabalho, aperte as teclas Command+K. Digite smb://XXX.XXX.X.XXX (substituindo x pelo endereço de IP do seu Raspberry Pi).

Insira o nome de usuário e senha que você criou no começo desse tutorial, quando estava instalando o sistema operacional através do software Raspberry Pi Imager. Pronto, a sua pasta compartilhada ficará visível na janela de pesquisa.

 

Acessando seu NAS do iOS

 

Você pode conectar seu iPhone ou iPad ao seu sistema NAS utilizando o aplicativo iOS chamado Arquivos (Files, em inglês).

Abra o app, clique no modo de visualização Explorar (Browse, em inglês, caracterizado pelo ícone de pasta) e selecione o ícone de três pontinhos e três barras, no canto superior direito da tela.

Nesse menu, você encontrará a opção Conectar ao Servidor (Connect to Server, em inglês). Insira o endereço de IP do seu Raspberry Pi , logo em seguida, forneça seu nome de usuário e senha criados no início desse tutorial, dentro do software Raspberry Pi Imager. Aperte Conectar e pronto, seu sistema NAS estará preparado para uso.

 

____

Esse post é uma tradução do tutorial How to build a Raspberry Pi NAS, publicado no site da Raspberry Pi. Acesse a versão original em inglês clicando nesse link.

____

 

Adendo FilipeFlop:

Acessando seu NAS do Android

 

Os detalhes do processo podem ser diferentes dependendo do aplicativo disponibilizado pelo fabricante do seu aparelho, mas o contexto geral é o mesmo.

O seu aparelho deve vir com um aplicativo de gerenciamento de arquivos instalado por padrão, chamado de Meus Arquivos ou equivalente. Caso o fabricante do seu aparelho não ofereça tal app, você pode baixar um gerenciador de arquivos que suporte o protocolo SMB, disponível na Play Store. É recomendado escolher sempre um aprovado e com o selo Play Protect.

Abra o aplicativo, procure pela opção Armazenamento de rede, selecione a opção de Adicionar armazenamento de rede e escolha Unidade de rede (SMB). Caso a pesquisa de rede não retorne o seu NAS, clique em Adicionar manualmente e digite o endereço de IP do seu Raspberry Pi, e caso o aplicativo solicite uma Porta, digite 445 (Porta padrão utilizada em servidores com protocolo SMB). Em seguida, insira o nome de usuário e senha criados no início desse tutorial, dentro do software Raspberry Pi Imager e, finalmente, clique em Adicionar.

Agora você poderá utilizar seu sistema NAS com o seu celular Android.

Faça seu comentário

Acesse sua conta e participe