Como melhorar a qualidade da impressão 3d

Como melhorar a qualidade da impressão 3D? Deixe um comentário

Peças impressas em 3D com bom acabamento sempre enchem os olhos de todos que tem a oportunidade de ter uma em mãos. Mas se você tem uma impressora 3D, sabe que não é tão fácil chegar em um resultado incrível! Neste artigo, vamos entender e aprender a sanar a grande maioria dos problemas na prática. Vamos lá?

Fatores que determinam a qualidade de uma impressão 3D

Como melhorar a qualidade da impressão 3D?

Quando mencionamos qualidade em impressão 3D, devemos, antes mesmo de considerar as configurações do fatiamento ou mesmo o estado da malha 3D, verificar se o nosso equipamento está apto a executar a tarefa de forma satisfatória. Ou seja, devemos verificar se as correias estão bem tensionadas, se o hotend está com a manutenção em dia e se há lubrificação dos rolamentos, ou mesmo das polias passivas. Dito isso, podemos concluir que a manutenção em dia da máquina conta e muito no resultado final da impressão.

Como melhorar a qualidade da impressão 3D?

Além disso, devemos sempre respeitar as características do material que pretendemos utilizar, pois o seu comportamento durante a impressão é fator determinante para o sucesso ou fracasso da tarefa. Por exemplo, o PETG, que é um dos filamentos mais versáteis e belos de se ver, requer velocidade de impressão mais baixa e uma temperatura um pouco mais elevada para proporcionar bons resultados. Isso sem falar no seu alto grau de viscosidade, exigindo um preenchimento mais denso, acima dos 40% quando a peça não é oca por natureza.

Configurando os parâmetros da impressora 3D

Como melhorar a qualidade da impressão 3D?

Para se obter impressões bem sucedidas, devemos considerar desde a integridade da malha 3D, que será demonstrada durante a pré-visualização do arquivo no seu fatiador preferido, até alguns parâmetros-chave, aos quais jamais poderão ser ignorados. Dentre eles, podemos citar a altura das camadas e o tamanho da peça a ser impressa – quanto maior o tamanho da peça, maior também poderá ser a altura das camadas, já que as linhas formadas quase não serão notadas em um primeiro momento. A espessura das paredes da peça também merece uma atenção especial, pois, além da resistência, elas irão determinar se o assentamento das camadas se dará da forma correta.

Não deixe de verificar, também, se a temperatura e a velocidade de impressão são compatíveis com o material. E não esqueça de habilitar e configurar os suportes de maneira apropriada, caso sejam necessários.

Evitando falhas em sua impressão

Como melhorar a qualidade da impressão 3D?

Atenção sempre com a primeira camada!

Garanta que a adesão ocorreu na mesa para evitar que a peça se descole, fazendo com que você coloque tudo a perder. Caso necessário, basta aplicar ainda um material aderente à mesa, como cola PVP ou spray fixador para cabelos extra forte PVP, também conhecido como laquê. Dê uma atenção também à configuração do material durante o fatiamento da peça, lembrando de acompanhar  as primeiras três camadas antes de fazer outras tarefas, pois é sempre uma das fases mais críticas da impressão. Por fim, não deixe de verificar o review da impressão – se a prévia gerada pelo seu fatiador ficou satisfatória para você, pois ele mesmo já é capaz de identificar se seu projeto tem falhas graves que podem causar problemas.

Se você gostou destas dicas para obter impressões 3D incríveis, não deixe de continuar acompanhando o blog da FilipeFlop nesta jornada pelo universo da impressão 3D!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *