Como simular um Arduino

Como simular um Arduino? Deixe um comentário

Neste post abordaremos simuladores de Arduino, ou seja, softwares que permitem simular um circuito eletrônico e rodar um sketch para Arduino que controle esse circuito. Abordaremos as melhores ferramentas disponíveis para esse propósito e quais as vantagens de utilizá-las.

Como simular um Arduino?

Por que simular seu circuito com Arduino?

Os simuladores de Arduino permitem a prototipagem de projetos de forma mais rápida e barata do que a realizada com componentes físicos.

Essas ferramentas permitem que o usuário teste o circuito eletrônico em conjunto com o código a ser carregado no Arduino. Não é necessário ter as peças em mãos e evita que sejam comprados componentes que não serão utilizados no projeto final. Além disso, eliminam o risco de estragar componentes por conexão ou manipulação inapropriada dos mesmos.

É ideal para iniciantes que ainda não possuem todas as ferramentas para começar a montar seus projetos e tem medo de cometer algum erro que possa danificar seus componentes. Não há desvantagens em simular um circuito com Arduino antes de montá-lo fisicamente, mas em alguns casos mais complexos os componentes necessários podem não estar disponíveis.

Os 3 melhores simuladores de Arduino

Como simular um Arduino?

O Tinkercad com sua ferramenta Circuits é provavelmente a plataforma de simulação de circuitos mais popular entre os hobistas e a mais indicada para iniciantes.

É totalmente online e possui fácil utilização, permitindo a programação do Arduino por meio de blocos, que podem inclusive ser convertidos em um sketch para ser carregado em uma placa Arduino física. Apresenta uma ampla gama de componentes, possui instrumentos de medição de tensão e corrente, osciloscópio, gerador de funções e fonte de bancada. Oferece, também, avisos para componentes trabalhando fora da especificação como, por exemplo, um LED ligado a um resistor de valor inadequado e que está recebendo mais corrente do que poderia.

No Tinkercad, podemos utilizar componentes básicos como LEDs, resistores, pushbuttons e potenciômetros, mas, também, simular componentes mais complexos, como, por exemplo: módulos LCD, LEDs endereçáveis, transistores, MOSFETs, CIs comparadores, amplificadores operacionais, timers e registradores de deslocamento. Além do Arduino, é possível também simular o microcontrolador ATtiny em um circuito.

Como simular um Arduino?

O Virtronics é a plataforma ideal para depuração de códigos mais complexos. Permite rodar o programa linha por linha, observar o valor das variáveis e os estado das portas digitais e analógicas. Não possui compatibilidade com componentes externos ao Arduino, porém é excelente para análise detalhada do código.

O programa está disponível exclusivamente para computadores Windows e possui funcionalidade gratuita limitada – o plano Pro, que libera todas as ferramentas, custa 19,99 dólares.

Como simular um Arduino?

O UnoArduSim é uma aplicação para Windows completamente gratuita. Oferece a possibilidade de depuração linha por linha do código, observação gráfica do estado de cada uma das portas e apresenta simulação de alguns componentes simples como pushbuttons, chaves motores DC e servos. Não é recomendado para iniciantes devido a sua interface confusa, mas apresenta algumas funções extremamente úteis para quem deseja entender mais profundamente o funcionamento do sketch.

Gostou de aprender como simular um Arduino? Deixe um comentário aqui embaixo nos contando o que achou. Se ficou alguma dúvida ou quiser compartilhar um de seus projetos acesse a nossa Comunidade Maker no Facebook.

Faça seu comentário

Acesse sua conta e participe