Internet das Coisas com a IoT Surfboard 1

Se você está pensando em um projeto de IoT (Internet of Things) e está em dúvida sobre qual placa comprar, que tal uma placa com vários componentes e conectores inclusos, pronta para criar as mais diversas soluções? Conheça a IoT Surfboard, uma placa especialmente desenvolvida pela Globalcode para utilização em projetos conectados à internet, mas que também pode ser utilizada em projetos standalone ou como uma plataforma de aprendizado.

Baseada em um Arduino Nano, a IoT Surfboard já vem pré-programada com alguns projetos básicos, para que você possa se familiarizar com os recursos e possibilidades da placa. Conforme o nível de exigência do seu projeto (e os seus conhecimentos) forem aumentando, você pode criar seus próprios códigos utilizando as bibliotecas desenvolvidas pela Globalcode.

Utilize o sensor de temperatura da placa para ligar ou desligar um eletrodoméstico conforme a variação da temperatura ambiente, ligue ou desligue lâmpadas utilizando o sensor de luz ou envie comandos para a IoT Surfboard utilizando um controle remoto infravermelho. As possibilidades são infinitas!

A placa IoT Surfboard

Na imagem abaixo temos os componentes integrados à placa IoT Surfboard:

Separando os componentes em seções, temos a seguinte lista de funcionalidades:

  • Sensores
    – Temperatura e Umidade DHT11
    – Sensor de Luz
    – Sensor IR
    – Potenciômetro
    – Relógio de Tempo Real
    – Sensor de álcool MQ-3
  • Controladores/atuadores
    – Relé
    – Led RGB
    – Emissor IR
    – 4 transistores
    – Buzzer
    – Chave/botão de uso genérico
    – Relógio de Tempo Real (RTC)
    – 2 reguladores de nível lógico/tensão
  • Conectores
    – Zigbee/Wifi (módulo incluso)
    – Sensor de distância
    – Sensor de presença (PIR)
    – Servo motor
    – Interfaces UART/SPI/I2C
    – GPIO Raspberry Pi

A placa é plug-and-play e você pode ligar diretamente no computador ou fazer uma integração com outras placas como por exemplo o Raspberry Pi e aproveitar os dados de sensores e outros componentes conectados à ela. E para interagir com essa placa você não precisa usar só a IDE do Arduino: a IoT Surfboard tem API´s para Java, Python, C# e JS, além de suporte para Wifi, Xbee, Bluetooth, 2G e 3G, comunicação por serial, MQTT e REST.

Primeiros testes com a IoT Surfboard

Você pode alimentar a IoT Surfboard utilizando o cabo USB e ter acesso aos sensores mais comuns da placa, como o sensor de temperatura, luz, potenciômetro, etc. Em aplicações que necessitem um pouco mais de energia, como no uso dos relé ou transistores, recomendamos a ligação da fonte 9V bivolt que acompanha a placa. Você pode inclusive usar o cabo USB e a fonte ao mesmo tempo: o chaveamento de energia é feito automaticamente.

Ao ligar a IoT Surfboard, é carregado um programa que foi previamente gravado no Arduino Nano, e que executa algumas ações quando pressionamos o botão B2, ao lado da bateria do RTC:

IoT Surfboard

Esse programa é importante para que você possa testar a sua IoT Surfboard e se familiarizar com alguns controles da placa. A cada vez que o botão é pressionado, a placa emite bips de acordo com o modo selecionado. São 5 modos de operação, que explicaremos a seguir:

Modo 0 (Zero)

Esse é o modo inicial, que indica que o programa de teste foi carregado, pisca o led RGB e aguarda comandos digitados pelo usuário

Modo 1 (um bip)

Modo de teste do led RGB. O led acende alternadamente nas cores vermelho, verde e azul.

Modo 2 (dois bips)

Modo de análise do sensor de luz: se a luz ambiente for maior do que o ajustado pelo potenciômetro a placa vai apitar e acionar o relé. Você pode acompanhar o nível de luz no sensor LDR e o valor ajustado no potenciômetro utilizando o serial monitor:

Dados sensor de luz

Modo 3 (três bips)

Modo de análise do sensor de temperatura: funciona de forma parecida com o modo anterior. Se a temperatura ambiente for maior do que a configuração do potenciômetro a placa vai apitar e ligar o relé.

Dados sensor de temperatura
Modo 4 (quatro bips)

Modo de análise do sensor de umidade: Se a umidade detectada pelo sensor DHT11 for maior do que o valor ajustado no potenciômetro, a placa vai apitar e ligar o relé.

Dados sensor de umidade

Modo 5 (cinco bips)

Modo de análise do sensor de álcool: esse modo exige que o sensor de álcool esteja instalado na IoT Surfboard, e vai mostrar no serial monitor o nível de concentração de álcool no sensor, funcionamento como se fosse um bafômetro:

Dados sensor de alcool

Esse foi um exemplo básico de utilização da IoT Surfboard. No próximo artigo sobre essa placa vamos mostrar um pouco mais sobre o hardware, explorar alguns comandos e a programação utilizando a IDE do Arduino.

Gostou ? Ajude-nos a melhorar o blog atribuindo uma nota a este tutorial (estrelas no final do artigo), comente e visite nossa loja FILIPEFLOP!

Posts Relacionados

Um Comentário

  1. Boa tarde, o meu computador não está reconhecendo a porta serial
    Como faço para resolver?

    Meu win é 7 64.

    Leonardo Augusto Ramos Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *