Internet das Coisas com a IoT Surfboard 1

Se você está pensando em um projeto de IoT (Internet of Things) e está em dúvida sobre qual placa comprar, que tal uma placa com vários componentes e conectores inclusos, pronta para criar as mais diversas soluções? Conheça a IoT Surfboard, uma placa especialmente desenvolvida pela Globalcode para utilização em projetos conectados à internet, mas que também pode ser utilizada em projetos standalone ou como uma plataforma de aprendizado.

Baseada em um Arduino Nano, a IoT Surfboard já vem pré-programada com alguns projetos básicos, para que você possa se familiarizar com os recursos e possibilidades da placa. Conforme o nível de exigência do seu projeto (e os seus conhecimentos) forem aumentando, você pode criar seus próprios códigos utilizando as bibliotecas desenvolvidas pela Globalcode.

Utilize o sensor de temperatura da placa para ligar ou desligar um eletrodoméstico conforme a variação da temperatura ambiente, ligue ou desligue lâmpadas utilizando o sensor de luz ou envie comandos para a IoT Surfboard utilizando um controle remoto infravermelho. As possibilidades são infinitas!

A placa IoT Surfboard

Na imagem abaixo temos os componentes integrados à placa IoT Surfboard:

Separando os componentes em seções, temos a seguinte lista de funcionalidades:

  • Sensores
    – Temperatura e Umidade DHT11
    – Sensor de Luz
    – Sensor IR
    – Potenciômetro
    – Relógio de Tempo Real
    – Sensor de álcool MQ-3
  • Controladores/atuadores
    – Relé
    – Led RGB
    – Emissor IR
    – 4 transistores
    – Buzzer
    – Chave/botão de uso genérico
    – Relógio de Tempo Real (RTC)
    – 2 reguladores de nível lógico/tensão
  • Conectores
    – Zigbee/Wifi (módulo incluso)
    – Sensor de distância
    – Sensor de presença (PIR)
    – Servo motor
    – Interfaces UART/SPI/I2C
    – GPIO Raspberry Pi

A placa é plug-and-play e você pode ligar diretamente no computador ou fazer uma integração com outras placas como por exemplo o Raspberry Pi e aproveitar os dados de sensores e outros componentes conectados à ela. E para interagir com essa placa você não precisa usar só a IDE do Arduino: a IoT Surfboard tem API´s para Java, Python, C# e JS, além de suporte para Wifi, Xbee, Bluetooth, 2G e 3G, comunicação por serial, MQTT e REST.

Primeiros testes com a IoT Surfboard

Você pode alimentar a IoT Surfboard utilizando o cabo USB e ter acesso aos sensores mais comuns da placa, como o sensor de temperatura, luz, potenciômetro, etc. Em aplicações que necessitem um pouco mais de energia, como no uso dos relé ou transistores, recomendamos a ligação da fonte 9V bivolt que acompanha a placa. Você pode inclusive usar o cabo USB e a fonte ao mesmo tempo: o chaveamento de energia é feito automaticamente.

Ao ligar a IoT Surfboard, é carregado um programa que foi previamente gravado no Arduino Nano, e que executa algumas ações quando pressionamos o botão B2, ao lado da bateria do RTC:

IoT Surfboard

Esse programa é importante para que você possa testar a sua IoT Surfboard e se familiarizar com alguns controles da placa. A cada vez que o botão é pressionado, a placa emite bips de acordo com o modo selecionado. São 5 modos de operação, que explicaremos a seguir:

Modo 0 (Zero)

Esse é o modo inicial, que indica que o programa de teste foi carregado, pisca o led RGB e aguarda comandos digitados pelo usuário

Modo 1 (um bip)

Modo de teste do led RGB. O led acende alternadamente nas cores vermelho, verde e azul.

Modo 2 (dois bips)

Modo de análise do sensor de luz: se a luz ambiente for maior do que o ajustado pelo potenciômetro a placa vai apitar e acionar o relé. Você pode acompanhar o nível de luz no sensor LDR e o valor ajustado no potenciômetro utilizando o serial monitor:

Dados sensor de luz

Modo 3 (três bips)

Modo de análise do sensor de temperatura: funciona de forma parecida com o modo anterior. Se a temperatura ambiente for maior do que a configuração do potenciômetro a placa vai apitar e ligar o relé.

Dados sensor de temperatura
Modo 4 (quatro bips)

Modo de análise do sensor de umidade: Se a umidade detectada pelo sensor DHT11 for maior do que o valor ajustado no potenciômetro, a placa vai apitar e ligar o relé.

Dados sensor de umidade

Modo 5 (cinco bips)

Modo de análise do sensor de álcool: esse modo exige que o sensor de álcool esteja instalado na IoT Surfboard, e vai mostrar no serial monitor o nível de concentração de álcool no sensor, funcionamento como se fosse um bafômetro:

Dados sensor de alcool

Esse foi um exemplo básico de utilização da IoT Surfboard. No próximo artigo sobre essa placa vamos mostrar um pouco mais sobre o hardware, explorar alguns comandos e a programação utilizando a IDE do Arduino.

Gostou? Deixe seu comentário logo abaixo. Em caso de dúvidas, caso queira trocar uma ideia, ou até mesmo dividir seu projeto, acesse nosso Fórum!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um Comentário

  1. Boa tarde, o meu computador não está reconhecendo a porta serial
    Como faço para resolver?

    Meu win é 7 64.

    Leonardo Augusto Ramos Borges