Conheça os principais softwares de modelagem 3D Deixe um comentário

Mesmo que tenhamos repositórios de arquivos para impressão 3D (caso queira conhecer mais, confira os 5 melhores sites com modelos 3D gratuitos) você vai chegar a um ponto em que precisará criar seus modelos. Para lhe ajudar nessa fase, nosso objetivo hoje é que você conheça os principais softwares de modelagem 3D.

Conceituação

Antes de falarmos necessariamente sobre os softwares de modelagem, primeiro precisamos conhecer as duas áreas principais de desenho 3D: hard surface (superfícies duras) e organic (orgânica). Em uma descrição geral, o modelamento de superfícies duras são voltados para o desenho de itens que são feitos ou construídos pelo homem, como objetos, veículos, máquinas, entre outros; já o modelamento orgânico tem como objetivo a representação de itens da natureza, como animais, árvores, pedras, etc.

Precisamos primeiro dessa informação para realizarmos a escolha de nosso software de modelagem.

Tinkercad

O Tinkercad é um software de modelagem 3D focado para criação de superfícies duras, tendo como sua principal característica sua simplicidade.

Softwares de modelagem 3D: TinkercadInterface gráfica do Tinkercad

Para sua utilização, não precisamos instalar nenhum software, sendo que o mesmo é executado em seu navegador de internet e muito menos realizar qualquer compra: basta fazer um cadastro no site, realizar seu primeiro login e pronto: já podemos começar a modelar.

Como o objetivo do Tinkercad é a simplicidade, o modelador usa formas primitivas que podem ser usadas tanto como um sólido ou para realizar uma furação em um, como na imagem acima: primeiro usamos uma forma de retângulo, para a base do modelo, e uma forma de coração, usada para criar um furo com o seu formato.

Assim, podemos realizar os mais diversos modelos, utilizando a biblioteca de formas que a plataforma oferece.

Formas básicas no TinkercadAlgumas formas básicas no Tinkercad

Caso seja necessária uma forma primitiva que não esteja inclusa na biblioteca mostrada acima, também temos blocos como o de extrusão, que permitem realizar perfis personalizados.

Extrusão no TinkercadFerramenta de extrusão no Tinkercad

Podemos também realizar a mesclagem entre essas formas primitivas, editadas ou não, para que possamos realizar uma espécie de montagem em nosso desenho.

Mesclagem no TinkercadMesclagem no Tinkercad

A edição das medidas dos modelos se dá tanto por modelagem direta (simplesmente clicando e arrastando) e também por meio de parâmetros: podemos inserir medidas exatas em nossos modelos dessa maneira.

Softwares de modelagem 3D: TinkercadEdição de medidas no Tinkercad

Após terminado nosso desenho, podemos exportar o mesmo em formatos para impressão 3D (nesse caso, STL e OBJ) e também para máquinas de corte (no Tinkercad, é exportado em formato SVG).

Outra grande característica do Tinkercad é também sua possibilidade de criação de circuitos e blocos de código, tornando-se uma ótima ferramenta maker para o aprendizado.

Blender

O Blender é um software de código livre amplamente utilizado para criação de modelagem orgânica, por mais que ele também realiza modelagem de superfícies duras.

Assim como no Tinkercad, começamos com uma forma primitiva, porém as semelhanças entre os dois softwares termina por aqui.

No Blender podemos modelar  através do processo conhecido como esculpt (escultura em tradução livre) ou por uso de ferramentas de modelagem mais tradicionais, como a extrusão, porém sem controle paramétrico (iremos discutir isso mais a frente nesse post).

Softwares de modelagem 3D: BlenderInterface gráfica do Blender

Sua interface pode parecer confusa à primeira vista, inclusive porque o Blender não é apenas um modelador, mas sim uma ferramenta completa para criação de renderizações e animações, porém é muito bem organizada e confortável.

Após a criação da forma primitiva, aplicamos modificadores na mesma, criando ou retirando material, agrupando modelos e assim, gerando o modelo desejado.

Softwares de modelagem 3D: BlenderUma esfera sorridente desenhada no Blender

Após concluirmos a modelagem, podemos exportar o mesmo para fatiamento em STL ou também em OBJ. 

Fusion 360

Aqui temos o primeiro software de nossa lista que trabalha com a plataforma CAD (computed aided design ou desenho auxiliado por computador, tecnologia criada para desenhos de manufatura) criado pela Autodesk, uma das maiores empresas de software do mundo. Assim sendo, é o único software aqui que não é de código livre, porém a Autodesk fornece o software gratuitamente para uso não comercial e também para estudantes.

O Fusion 360 permite tanto a modelagem paramétrica quanto a modelagem direta ou por escultura. A modelagem paramétrica é baseada em esboços, desenhos 2D criados para posterior operações de ganho de volume.

Modelo 2D no Fusion 360Exemplo de esboço 2D no Fusion

Por isso chamamos esse método de modelagem paramétrica: toda a modelagem é baseada nesses parâmetros criados nos esboços 2D. Após concluída essa operação, podemos usar as ferramentas de criação de volume como extrusão, revolução, dentre várias outras ferramentas mais usuais para desenhos de manufatura.

Ferramentas no Fusion 360Algumas das ferramentas de criação de volume do Fusion

No Fusion 360 podemos também criar montagens, um conceito muito utilizado pela engenharia mecânica para construção de componentes que tenham várias peças agrupadas, como máquinas, por exemplo.

Porém, além da modelagem paramétrica, podemos realizar também a modelagem por escultura, sendo seu principal uso dentro do Fusion 360 para a indústria de chapas metálicas. Aqui, trabalhamos com edições de malhas, para representar formas mais orgânicas para componentes como itens de decoração até lataria de carros.

Softwares de modelagem 3D: Fusion 360Forma primitiva editada usando a função de escultura

Após terminarmos a modelagem, podemos exportar o modelo para impressão através do formato STL.

É importante lembrar que o Fusion 360 não é apenas um modelador: podemos com o mesmo realizar análises mecânicas no modelo, realizar renderizações e até produção da peça por método CNC.

Renderização no Fusion 360Renderização de protótipo real criado no Fusion

Qual software de modelagem 3D devo escolher?

Os três softwares aqui diferem em muito entre si, até por seu foco de uso. Caso você esteja realizando suas primeiras modelagens, a experiência com o Tinkercad será tranquila, irá lhe dar bagagem sobre o processo e também pode ser usado para modelagens práticas.

Caso seu objetivo seja o desenho orgânico, para uso de impressão ou mesmo para artes digitais como animações e jogos, sua ferramenta será o Blender, que lhe permitirá realizar todo o fluxo de trabalho.

Já se seu objetivo são modelagens para manufatura, o Fusion 360 vai lhe fornecer ferramentas poderosas para produção.

Deixe um comentário dizendo qual dos softwares de modelagem 3D você utilizada. Conhece outro, comente também! Para mais conteúdo de impressão 3D, acesse o blog. E lembre-se: modelou algo legal, compartilhe com a comunidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *