Conjunto de extrusor para impressora 3D te contamos tudo sobre ele

Conjunto de extrusor para impressão 3D: te contamos tudo sobre ele! Deixe um comentário

O conjunto extrusor é, sem sombra de dúvidas, um dos componentes chave na impressão 3D. Hoje vamos explicar a fundo sobre ele, para que você possa extrair o máximo do seu equipamento. Vamos lá?

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

Como funciona uma extrusora na prática

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

O funcionamento deste dispositivo vital é simples. Um motor de passo fornece empuxo para que o sistema de tracionamento da extrusora possa empurrar o filamento até o hotend, por onde o resultado da extrusão sairá para impressão, certo? Quase lá! Para que o resultado da extrusão seja satisfatório, precisamos conhecer e entender as diferentes filosofias de trabalho que uma extrusora pode ter, já que isso também implicará diretamente na precisão da impressão em si.

Sistema Bowden

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

No sistema bowden, o filamento é guiado após ser tracionado pela conjunto de engrenagens (ou engrenagem e coroa, dependendo da extrusora) por um tubo de PTFE (Teflon) até o bico do hotend, onde o material será finalmente extrusado. Essa filosofia de trabalho reduz consideravelmente o peso sobre o carro X, o que proporciona maior precisão nas impressões e ainda permite alcançar maiores velocidades e aceleração superior. Porém, temos aqui um problema no que tange filamentos flexíveis, já que esse tipo de material tem tendência a se dobrar. Então, se o caminho for longo demais, o filamento pode simplesmente estagnar devido a falta de tração e acabar entupindo o bico em casos mais graves.

Direct Drive

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

Na sistema direct drive, o filamento é tracionado direto para dentro do hotend, onde segue caminho livre até o bico. Tal sistema é muito utilizado por ser ideal para praticamente qualquer tipo de material, sem a necessidade de se fazer grandes ajustes, sobretudo para filamentos flexíveis. O mesmo inflige um peso adicional ao eixo X, o que pode provocar vibrações que poderão até mesmo afetar a peça impressa, além de promover uma diminuição da velocidade e aceleração.

Agora que já sabemos quais são as principais diferenças dos sistemas de extrusão, vamos entender como isso afeta diretamente o tipo de extrusora que é ideal para sua impressora 3D.

Greg extruder/extrusoras de dupla engrenagem impressa

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

Um verdadeiro clássico da época onde a impressão 3D era mais “maker” do que nunca, o conjunto, apesar de arcaico, é robusto o suficiente para empurrar filamentos flexíveis das mais baixas durezas. Não é nem de longe o sistema mais preciso do mundo, porém sua durabilidade pode ultrapassar as 6000 horas com facilidade e manutenção praticamente nula.

Extrusoras de engrenagem única

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

As extrusoras MK8 de baixo custo com engrenagem única, onde um rolamento auxilia na passagem do filamento e apenas uma engrenagem presa ao motor de passo faz o trabalho de puxar o material, é bastante apreciado por fabricantes de impressoras 3D de entrada, uma vez que podem empurrar com facilidade os filamentos mais comuns do mercado com relativa precisão – além da facilidade de montagem. Porém, não são nem de longe recomendados para materiais que exigem tracionamento avançado, tais como filamentos flexíveis de baixa dureza ou filamentos compostos por múltiplos tipos de polímeros.

Extrusoras de dupla engrenagem metálica

Conjunto de extrusor para impressora 3D: te contamos tudo sobre ele!

As extrusoras de dupla engrenagem possuem torque amplamente superior, tanto que mesmo em máquinas com sistema bowden, podem empurrar o filamento de maneira precisa e constante, mesmo que o material seja de baixa dureza, garantindo boas impressões mesmo nas condições menos favoráveis.

Gostou de entender como funciona uma extrusora e como ela pode afetar a confecção dos seus projetos impressos? Então não deixe de continuar acompanhando esta incrível jornada pelo universo da impressão 3D aqui no blog da Filipe Flop!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *