internet das coisas

Internet das coisas: ideias brasileiras promissoras Deixe um comentário

Você já deve ter ouvido falar em Internet das Coisas. Ainda não? Internet das coisas ou simplesmente IoT (Internet of Things) é a denominação da tecnologia a qual aplica a conexão de internet nos mais variados objetos. Mas por que alguém faria isso? Bom, primeiro porque se um objeto tiver conectividade com a internet é possível controlá-lo remotamente e, além disso, também é possível que seja acessado por provedores de serviços. É a internet tornando os itens do dia-a-dia cada vez mais úteis ou multitarefas. Quer um exemplo prático? Imagine um marcapasso que monitora e envia os dados clínicos do paciente ao seu médico. Eureka! Isso é IoT! 🙂  E neste post vamos mostrar os projetos brasileiros que são muito promissores.

Ideias brasileiras com Internet das Coisas

O Brasil vem se destacando na corrida da tecnologia e isso chama a atenção de grandes corporações. Exemplo disso é a Qualcomm (EUA) que promoveu um concurso para premiar os 10 melhores projetos brasileiros de IoT. Os ganhadores foram contemplados com uma imersão em San Diego e São Francisco, na Califórnia. A viagem foi organizada pela CNI – Confederação Nacional das Indústrias.

Conheça então os 10 projetos que são muito promissores e foram os grandes vencedores desta premiação:

Monitoramento de pragas agrícolas

Muitos agricultores possuem áreas de plantio bem extensas e precisam destacar pessoas para realizarem o monitoramento visual de pragas. Pensando nisso, a Iagro desenvolveu um sistema para monitorar a plantação. Sensores captam informações, que são processadas, armazenadas em nuvem e devolvidas para um aplicativo. Isso permite maior precisão, agilidade e redução de custos ao produtor.

Exercícios físicos com registro da evolução da performance

É de Brasília a ideia de permitir o registro da evolução de pacientes e atletas no que tange a atividade física. A E-sporte desenvolveu um elástico de ginástica que coleta os dados do treino e os envia para um aplicativo que, por sua vez, demonstra as informações em gráficos evolutivos. Com material de baixo custo, a ideia tem grande chance de escalar.

Muito mais que balões

A Altave desenvolveu torres flexíveis em forma de balões, que podem chegar a 300 metros de altura. O objetivo é monitorar as redondezas e o foco principal é a segurança, tanto que quatro desses balões foram utilizados nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Este projeto também pode ser facilmente aplicado nos segmentos de agronegócio e construção civil, por exemplo.

Cão-guia robô

Sim, você leu certinho. O Lysa é um aparelho com a função de um cão-guia. Dotado de sensores que alertam sobre obstáculos terrestres e aéreos, surgiu da necessidade de auxiliar os deficientes visuais. Para se ter uma ideia, o Brasil possui aproximadamente 6 milhões e meio de deficientes visuais e apenas 100 cães-guias.

Oxigênio da intervenção médica

Num estágio bem mais avançado, a Oxiot já recebeu mentoria da GE e Bayer e agora pretende escalar. O projeto tem o objetivo de tornar mais eficiente o uso de oxigênio em intervenções médicas. Os dados são coletados dos cilindros enviados para a nuvem. Isto permite um acompanhamento imediato dos pacientes que estão em tratamento residencial.

Internet tátil

Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte surgiu a ideia de desenvolver uma luva capaz de permitir que o usuário “sinta” a textura dos objetos virtuais e possa também interagir com outros usuários. Ainda em fase embrionária, os idealizadores criarão uma startup a partir do projeto.

Conexão IoT

A ContextNet desenvolveu um software capaz de identificar os “objetos inteligentes” próximos e interagir com eles. O usuário utilizará um app em seu smartphone para pode usufruir deste serviço, que pode possuir aplicação em ambiente doméstico ou empresarial.

Conservação de vacinas e medicamentos

A Senfio criou um sistema que torna mais preciso o processo de conservação de vacinas e medicamentos. O que antes era monitorado por pessoas, agora é feito eletronicamente, garantindo a manutenção da temperatura correta.

Vazamentos em oleodutos e gasodutos

Imagine conseguir detectar em segundos um vazamento no transporte de fluídos e gases. Foi nisso que a Asel-Tech se concentrou quando criou um sistema que monitora com sensores a pressão dos tubos ao longo dos dutos.

Exames sanguíneos

O Oneblue MBM é um aparelho portátil que fornece diagnósticos mais rápidos para exames sanguíneos não invasivos. Basta estar conectado à internet, é claro!

 

Gostou de aprender mais sobre Internet das Coisas? Deixe seu comentário logo abaixo. Em caso de dúvidas, caso queira trocar uma ideia, ou até mesmo dividir seu projeto, acesse nosso Fórum!

Fonte: Época Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *