Lei de proteção de dados, cidades inteligentes e vacas conectadas Deixe um comentário

Compilamos para você algumas notícias interessantes sobre tecnologia da semana passada.
Confira 😉

Lei Geral de Proteção de Dados: tudo que você precisa saber

A IoT já vem provocando discussões a respeito do uso desenfreado de dados pessoais, e episódios como o da Cambridge Analytica, empresa britânica que cruzava dados pessoais de redes sociais sem autorização, colocaram ainda mais lenha na fogueira nos debates acerca do uso nocivo de dados. 

Por conta disto, no ano de 2018 foi sancionada no Brasil a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), com prazo para que suas medidas entrem em vigor para até agosto de 2020. Já em julho deste ano, foi sancionada a lei que cria a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), que irá fiscalizar a aplicação da LGPD no país e definir regulamentações específicas. Descubra o real impacto desta lei com estas seis perguntas respondidas e saiba o real impacto no seu negócio.

Privacidade e Cidades Inteligentes

Ainda falando em dados, cidades inteligentes já são uma realidade. As Smart Cities são aquelas que utilizam a tecnologia para promover o bem-estar, o crescimento econômico e também melhorar a sustentabilidade. Essas ações acontecem em vários setores como planejamento urbano, habitação social, energia, mobilidade urbana e coleta de lixo. E para tanto, Big Data e IoT estão sendo utilizadas para monitorar cidades, porém, este monitoramento levanta debates. 

Recentemente o Ministério da Justiça (MJ) disponibilizou para alguns estados do Brasil ferramentas de Big Data para combater a criminalidade, um sistema que recebe e cruza dados de cidades de todo o país para identificar possíveis atividades suspeitas e orientar as ações de policiamento. As informações serão produzidas a partir de um monitoramento com diversos dispositivos, como câmeras espalhadas em milhares de cidades, viaturas e até mesmo de tornozeleiras eletrônicas de condenados privados de liberdade. Ricardo Moura, pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência da Universidade Federal do Ceará, afirma que o projeto tem sido eficiente para combater crimes baseados em mobilidade, como furto de veículos, mas traz questões referentes à gestão dos dados dos cidadãos coletados. Descubra tudo sobre o projeto aqui.

Empresa cria solução para rastrear produção de leite

Sonda, empresa de serviços de tecnologia, lançou uma solução que envolve Internet das Coisas e Analytics para monitorar vacas. Intitulada “Vaca Conectada”, a tecnologia utiliza dados coletados de sensores posicionados nos animais, nos tanques de resfriamentos das fazendas e nos caminhões que realizam o transporte do produto. Os sensores fixados nos animais monitoram temperatura, passos, ruminação, potencial cio e enviam as informações para uma plataforma de inteligência artificial que indica, segundo a Sonda, com clareza e informações de fácil acesso, ciclos reprodutivos, problemas de saúde ou alguma inconformidade no comportamento do animal. Esses dados ajudam a prevenir possíveis enfermidades, com impacto direto na produtividade da fazenda.

E este mesmo conceito é aplicado também nos caminhões que transportam o alimento! A ferramenta possibilita acompanhar toda a rota, monitorando a temperatura, número de vezes que o tanque foi aberto e se o leite foi retirado sem autorização. Saiba tudo aqui.

 

Spotify no Aspirador de Pó


Desde o clipe I Want to Break Free, do Queen, que uma boa faxina em casa só é completa com uma música animada junto. Esse conceito já foi adaptado ao século XXI graças ao desenvolvedor Eddie Zhang, que descobriu uma maneira de instalar o Spotify em seu Xiaomi Vacuum Cleaner. A qualidade do áudio do aspirador de pó é ruim, mas o fato de estar funcionando é genial! Fica a dica para empresas de eletrodomésticos incorporarem essa ideia em novos produtos. Veja aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *