Monitorando a Raspberry Pi com RPi-Monitor 5

Num projeto de IoT é importante que tenhamos a certeza de que todas as partes estão rodando sem problemas. Para isso, é preciso manter o registro de diversos pontos-chave das placas e dos softwares que executam nessas placas. É justamente nesse ponto que o RPi-Monitor vem ajudar, permitindo que tenhamos um registro em tempo real do que acontece na nossa placa Raspberry Pi.

O que é o RPi-Monitor?

O projeto RPi-Monitor se autodenomina como uma ferramenta de monitoramento em tempo real para dispositivos embarcados. Ele armazena dados de CPU, memória e disco por padrão, mas é totalmente extensível para registrar dados de sensores, como por exemplo, o DHT11 ou o DHT22.

RPi-Monitor

É interessante que os dados são salvos em um banco de dados Round Robin, e esses dados se mantém, por definição padrão, por até 1 ano. Além disso, permite a inclusão de diversos Addons para implementar novas funcionalidades. A documentação é bem completa, e permite uma profundidade maior do que iremos apresentar aqui no artigo.

Pré-requisitos

É necessário ter uma placa Raspberry Pi configurada já com o sistema Raspbian executando (o RPi-Monitor roda em qualquer versão Linux, mas para esse tutorial, vou levar em conta o Raspbian Stretch). Além disso, é necessário ter conexão com internet pelo menos até você instalar os pacotes, pois o RPi-Monitor disponibiliza uma interface web na rede local, facilitando assim o acesso.

Mão na massa!

A instalação ocorre de maneira bem simples pelo terminal do Raspbian, ou via SSH, caso sua placa esteja configurada para tal.

A primeira tarefa é instalar o pacote dirmngr, que é uma dependência do RPi-Monitor

sudo apt-get install dirmngr

E seguimos com o comando para que o Raspbian confie no repositório do RPi-Monitor através de sua chave pública

sudo apt-key adv --recv-keys --keyserver keyserver.ubuntu.com 2C0D3C0F

Assim é possível adicionar o repositório à lista do Raspbian

sudo wget http://goo.gl/vewCLL -O /etc/apt/sources.list.d/rpimonitor.list

E procedemos à instalação

sudo apt-get update
sudo apt-get install rpimonitor

Após alguns minutos de download e instalação dos pacotes, é possível acessar a interface web através do IP da sua placa, com a porta 8888 (por exemplo, estou rodando no caminho http://192.168.1.22:8888 )

A interface é bem intuitiva, mostrando dados como Temperatura e Carga do processador, Memória utilizada, tempo de Boot, e uso do cartão SD. Existe também a área Version, que mostra a versão do sistema operacional disponível. Essa área também pode mostrar quais pacotes estão desatualizados no sistema operacional, fornecendo uma facilidade na hora da atualização.

Para isso, é necessário executar o comando abaixo, para que essa função seja habilitada:

sudo /etc/init.d/rpimonitor update

Após a execução do comando, e de uma atualização na página, o dashboard do RPi-Monitor passa a exibir a informação dos pacotes desatualizados.

Estatísticas

O RPi-Monitor nos mostra também os dados históricos dos recursos de hardware, permitindo a exibição em gráfico de CPU, Temperatura, Memória, Disco, e etc. Tal recurso é acessível através do menu Statistics.

Considerações Finais

O intuito do sistema é realmente ser simples, tanto de instalar quanto de utilizar. Com isso, é fácil enxergar algum pico de utilização do hardware, para que seja identificada alguma vulnerabilidade de recurso, ou até mau uso do mesmo. Em conjunto com outros sistemas, é um poderoso identificador de gargalos nos projetos que exigem execução ininterrupta.

Gostou? Deixe seu comentário logo abaixo. Em caso de dúvidas, caso queira trocar uma ideia, ou até mesmo dividir seu projeto, acesse nosso Fórum!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comentários

  1. Consegui instalar! mas tenho um problema, o serviço fica caindo o tempo todo… so volta quando eu reinicio o raspberry! tem solução isso??!

  2. Consegui instalar também no raspberry pi zero w. Gostaria de saber se tem como armazenar informação como a temperatura do processado? Também gostaria de saber como faço para adicionar mais funcionalidades no programa, pois não entendi como habilitar as configurações do programa.

    1. Olá Guilherme! Dá pra fazer sim… Esses detalhes você pode conseguir mais informações no github do projeto https://github.com/XavierBerger/RPi-Monitor.

      Abraços!

  3. Boa tarde por favor como faço fara inserir o NOOBS no cartão de memoria Raspberry PI2 model b+, estou com problemas para fazer isto, já comprei com vocês com outro nickname pelo ML. agradeço a ajuda.

    Luiz Carlos Lamarca
    1. Olá Luiz!

      Você já testou seu SD em outra Raspberry? Pode ser problema no cartão.

      Abraços!

      André – Equipe FILIPEFLOP