Placa Raspberry Pi ganha prêmio no Reino Unido Deixe um comentário

A equipe do Raspberry recebeu o Prêmio MacRobert da Royal Academy of Engineering em uma cerimônia em Londres na noite do dia 29 de junho de 2017, pela performance e versatilidade da placa Raspberry Pi.  Eles venceram outros dois finalistas, a empresa de segurança cibernética Darktrace e a radioterapia Vision RT.

Os vencedores anteriores do prêmio de inovação, que acontece desde 1969, incluem os criadores do scanner CT (tomografia computadorizada), os designers da Ponte Severn e a equipe da Microsoft em Cambridge que desenvolveu o sensor de movimento Kinect.

O Raspberry Pi, é agora, o computador britânico mais vendido da história. O que mais chama a atenção de qualquer desenvolvedor é o quão bem sucedido se tornou na indústria, moldando-se a qualquer projeto, desde a robótica até sistemas de sinalização inteligentes.

A placa Raspberry Pi excedeu as expectativas

A ideia inicial, idealizada por uma equipe pequena de cientistas e acadêmicos da Universidade de Cambridge, da placa Raspberry era ser um computador barato para incentivar os jovens a aprender programação. Eles esperavam vender algumas unidades, mas as vendas agora passaram 14 milhões, e a placa Raspberry Pi é amplamente utilizado em fábricas, bem como em salas de aula e casas.

Um dos juízes do prêmio MacRobert, a Dra. Frances Saunders, disse que uma pequena equipe de engenharia havia redefinido a computação doméstica. “A equipe da Raspberry Pi conseguiu algo que as principais empresas multinacionais de computadores e os principais fabricantes de chips de processamento não só não conseguiram fazer, mas também falharam para detectar uma necessidade”, disse ela.

Conheça os concorrentes do Raspberry Pi

O Prêmio MacRobert tem o registro de detectar a “próxima grande coisa” da engenharia, por isso que os desenvolvedores consideram uma das competições mais importantes para a tecnologia. O impacto global dos finalistas deste ano demonstra que a cena de inovação do Reino Unido é mais forte do que nunca. Eles são:

  • Darktrace: seu sistema imunológico cibernético utiliza o aprendizado da máquina para auto-aprender o que é “normal” para a rede de computadores de uma organização. Ele utiliza esse entendimento para detectar e lutar contra ameaças emergentes que as operadoras humanas podem perder, enquanto mantém o resto de um Sistema em execução.

  • Vision RT : sistema de imagem de superfície de corpo 3D mais preciso em tempo real do mundo, que permite aos médicos que utilizam a radioterapia atingir os tumores cancerosos com precisão, acelerando os tempo de tratamento, reduzindo o desconforto dos pacientes durante a radioterapia e minimizando os danos colaterais que podem ser causados.

Gostou desta notícia? Deixe seu comentário logo abaixo. Em caso de dúvidas, caso queira trocar uma ideia, ou até mesmo dividir seu projeto, acesse nosso Fórum!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *