Raspberry Pi Pico x STM32 Bluepill. Qual placa é melhor? Deixe um comentário

Logo depois que a Raspberry Pi Pico foi anunciada, muitos foram os comparativos com outras placas de desenvolvimento, como Arduino, módulos ESP8266 e ESP32 e até outras placas da linha Raspberry Pi. Inclusive temos um post comparando o Arduino e a Pico. Mas, e aí, como fica o STM32 Bluepill nessa história? Quais são as semelhanças e diferenças entre a Pico e o STM32? É o que vamos descobrir neste post!

O STM32 Bluepill pode não ser a placa de desenvolvimento mais popular entre os makers iniciantes, mas com certeza é muito procurado por aqueles que desejam um melhor desempenho em seus projetos. Essa placa passou a ganhar fama, principalmente, pela possibilidade de ser programada através da Arduino IDE. Por conta do seu tamanho, ele foi muitas vezes comparado com o Arduino Nano – apesar do Bluepill possuir um poder de processamento muito maior em relação ao Nano.

Raspberry Pi Pico x STM32 Bluepill. Qual placa é melhor?

Já a Raspberry Pi Pico é a primeira placa microcontrolada da linha Raspberry Pi e ganhou fama desde o dia do lançamento em todo o mundo maker. Ela conta com o microcontrolador RP2040 – e muitos fabricantes, como é o caso da Arduino, Adafruit e Sparkfun, já estão desenvolvendo suas próprias placas contendo o mesmo microcontrolador. Ou seja, logo vem muita novidade por aí. Enquanto isso, vamos às comparações entre a Pico e o STM32!

Microcontrolador e Memória Flash

Como dito anteriormente, no coração da Pico está o microcontrolador RP2040, o qual possui 2 núcleos ARM Cortex M0+, operando até 133 MHz e com 264 KB de memória SRAM. Já o microcontrolador do Bluepill é um STM32 F103C8T6, que possui 1 núcleo ARM Cortex M3, operando até 72 MHz e 20 KB de memória SRAM.

Em relação à memória Flash, a Pico sai bem na frente. Enquanto a nova placa da Raspberry Pi possui 2 MB de memória flash, a placa com STM32 possui apenas 64 KB.

GPIO (General Purpose Input/Output)

Agora vamos falar sobre os pinos de cada uma das placas. A Raspberry Pi Pico possui 40 pinos, sendo que 26 são pinos multifuncionais. A Pico possui 2 interfaces SPI, 2 interfaces I2C, 3 UART, 3 entradas ADC de 12 bits e 16 canais PWM. O nível lógico da Pico é de 3.3 V.

Raspberry Pi Pico x STM32 Bluepill. Qual placa é melhor?

Já o STM32 Bluepill também possui 40 pinos, sendo 33 deles pinos multifuncionais. O Bluepill possui 3 interfaces SPI, 2 interfaces I2C, 3 USART, 10 entradas ADC de 12 bits e 15 canais PWM. O nível lógico da placa com STM32 é de 3.3 ou 5 V, dependendo do pino.

Raspberry Pi Pico x STM32 Bluepill. Qual placa é melhor?

Programação

E a programação das duas placas, como fica? É possível programar a Raspberry Pi Pico utilizando Python através da IDE Thonny e em C++ utilizando o VSCode. Já o STM32 Bluepill suporta apenas a linguagem de programação C. Em contrapartida, existem várias ferramentas que suportam o Bluepill, como: VS Code, Platform IO, Eclipse, TrueStudio, STM32CubeProgrammer e até mesmo a Arduino IDE.

As duas placas possuem um conector micro USB. Na Raspberry Pi Pico, a porta micro USB serve tanto para alimentar a placa quanto para programá-la. Já no caso da placa com STM32, a porta USB serve apenas para alimentação. Para a conexão com o computador a fim de programá-la, é necessário usar um módulo gravador. Alguns fóruns até ensinam a usar a porta micro USB da Bluepill para comunicação, mas não é um processo simples, infelizmente.

Raspberry Pi Pico x STM32 Bluepill. Qual placa é melhor?

E então, qual das placas você mais gostou? Já conhecia o STM32 Bluepill? Já usou a nova Raspberry Pi Pico? Deixe um comentário aqui embaixo contando.

Faça seu comentário

Acesse sua conta e participe