Trabalho remoto com a Raspberry Pi 4 8

Devido à situação atual ao redor do mundo, as pessoas começaram a se preocupar muito mais com sua saúde e bem estar. Empresas, como aqui mesmo na FilipeFlop, passaram a adotar o método de trabalho remoto a fim de proteger seus colaboradores da pandemia que assola o mundo inteiro.

Trabalho remoto com a Raspberry Pi 4

Todavia, algumas pessoas acabam não tendo um computador em casa, impossibilitando-as de trabalhar remotamente. No post de hoje, vamos falar como podemos utilizar a Raspberry Pi 4 como uma opção de baixo custo para trabalhar de forma efetiva durante essa quarentena.

Materiais necessários

Principais Características da Rapberry Pi 4

A placa Raspberry Pi 4 chegou faz pouco tempo e já é um sucesso garantido, graças as suas ótimas especificações. A versão vendida aqui na FilipeFlop é a de 4 GB de memória RAM, uma quantidade bem razoável para quem odeia aqueles travamentos chatos na hora de abrir alguma aplicação.

Raspberry Pi 4

Confira abaixo algumas das especificações da placa:

  • Processador Broadcom BCM2711, quad-core Cortex-A72 (ARM v8) 64-bit SoC de 1.5GHz
  • Memória RAM: 4GB DDR4
  • Adaptador Wifi 2.4 GHz and 5.0 GHz IEEE 802.11b/g/n/ac wireless LAN integrado
  • Bluetooth 5.0 BLE integrado
  • 2 portas micro HDMI com suporte a vídeos 4K e 60fps
  • 2 portas USB 3.0 e 2 portas USB 2.0
  • Alimentação: recomendamos uma Fonte DC chaveada 5.1 V 3 A com conector USB-C
  • Interface para câmera (CSI)
  • Interface para display (DSI)
  • Slot para cartão microSD
  • Conector de áudio e vídeo
  • GPIO de 40 pinos

Já dá para perceber que ela não é qualquer coisa, né? E é graças a essa robustez, aliada a uma performance fluida que podemos utilizar essa poderosa placa para uma utilização diária e também para nosso próprio trabalho.

Instalando o Sistema Operacional

A opção comum e extremamente popular é a utilização do sistema baseado em Linux da própria Fundação Raspberry: o Raspbian. Infelizmente a Raspberry Pi 4, por utilizar um processador ARM, não consegue rodar com eficiência (pelo menos por enquanto) o sistema operacional da Microsoft, o Windows.

Temos um post bem detalhado de como executar a instalação e deixar o sistema funcionando perfeitamente. Para isso, confira os Primeiros Passos com a Raspberry Pi.

Conectando o WiFi

Depois de instalar o Raspbian, você vai estar na tela inicial, como a abaixo:

Raspbian na Raspberry Pi 4

Se você não configurou sua rede WiFi durante a instalação do sistema, você poderá fazer agora. Basta clicar no símbolo do WiFi ali no canto superior direito:

Wifi Raspberry Pi 4

Aqui vão estar todas as redes disponíveis. Então basta selecionar a rede da sua casa. Uma janela irá abrir, solicitando a senha. Digite-a e logo sua placa vai estar conectada!

Navegador

O navegador padrão do Raspbian é o Chromium. O nome te lembra algo né? O Chromium é a base da grande maioria dos navegadores atuais, como o Google Chrome e a nova versão do Microsoft Edge. Ao iniciá-lo, a interface é a mesma dos navegadores padrões, então não há mistério nenhum quanto seu funcionamento.

Devido as especificações da Pi 4, a utilização do Chromium será fluida e sem gargalos, podendo acessar seus sites principais de forma rápida e simples, mantendo sua produtividade enquanto estiver em trabalho remoto.

Recebendo emails

Hoje nossas vidas “trabalhistas” estão basicamente situadas nos e-mails. Com a Raspberry Pi 4 você pode utilizar normalmente os sites de provedores de e-mail como o Gmail, Outlook, Yahoo utilizando o Chromium. No entanto, se você é adepto a gerenciadores de e-mails, uma opção que já vem de fábrica é o Claws Mail. Assim você mantém seus e-mails em dia enquanto pratica o trabalho remoto.

A configuração é bem simples, e feita automaticamente. O primeiro passo é abrir o Claws Mail. Em seguida, clique em Avançar.

Email para trabalho remoto com Raspberry Pi 4

Na tela seguinte, digite seu nome, endereço de e-mail que pretende utilizar, e se quiser a organização que você trabalha. Depois aperte em Avançar.

Email para trabalho remoto com Raspberry Pi 4

Depois, em tipo de servidor você deverá escolher POP e em seguida apertar no botão configuração automática. Assim, ele vai puxar todos os dados para as próximas telas. Em Nome de usuário e Senha, coloque os seus dados de utilizador do seu e-mail, como se fosse logar normalmente. A seguir, clique em Avançar.

Email para trabalho remoto com Raspberry Pi 4

Não é preciso alterar nada na tela seguinte, basta clicar em Avançar novamente.

Email para trabalho remoto com Raspberry Pi 4

Agora é só clicar em Salvar.

Email para trabalho remoto com Raspberry Pi 4

Agora já vai estar tudo pronto para a utilização!

LibreOffice, a suite office padrão do Raspbian

Office

O sistema operacional Raspbian já vem acompanhado de uma suíte completa de programas de “escritório”, servindo como uma alternativa em relação ao famoso Microsoft Office. A principal vantagem em relação ao produto da gigante americana é o fato de ser gratuito. Então não há desculpa para não ter as ferramentas necessárias para manter um trabalho remoto.

Com ele você pode editar seus textos com o Writer, criar e modificar planilhas com o Calc, e criar apresentações com o Impress. Há ainda alguns outros, como o Draw, em que você pode fazer desenhos e o Math, que gerencia cálculos e fórmulas matemáticas.

Usando o Microsoft Office

Caso você seja das pessoas que preferem de toda a forma o Microsoft Office, a opção víavel para a Raspberry Pi é a utilização da versão web.

Para isso, você deve acessar o site do Office, clicando aqui. Em seguida, basta fazer o login com sua conta da Microsoft e sair usando!

Office

Se sua empresa ter acesso a assinatura do Office 365, então utilize os dados para poder usufruir de todas as funcionalidades.

Usando os produtos Google

Esses aqui não têm mistério nenhum. Da mesma forma como funciona o Microsoft Office, as aplicações web da Google também funcionam normalmente no navegador Chromium. Para isso, é só acessar o site da aplicação, seja ela o Docs, Sheets, Slides ou Forms. Todas estarão disponíveis desde que você possua uma conta Google funcional.

Google apps

E obviamente o Google Drive também está disponível. Da mesma forma que você acessa as demais aplicações, o Drive pode ser acessado entrando no site apropriado.

Preparando-se para videoconferências

Se você estiver praticando o trabalho remoto, com certeza vai chegar algum momento em que vai ser necessário fazer aquela reunião de time, e o jeito utilizado hoje é através das videoconferências. Para fazer essas chamadas pela Raspberry Pi é necessário configurar a entrada e saída de áudio e o vídeo. Veja abaixo:

Configurando saída de áudio

Essa é a parte tranquila. Para fazer o áudio sair, ou seja, que você possa ouvir as pessoas pela sua Pi 4, você só precisa conectar um fone de ouvido ou headset no jack de áudio da própria placa. O sistema operacional irá se encarregar de configurar e deixar tudo pronto para o funcionamento.

Configurando entrada de áudio

Infelizmente a Raspberry Pi não possui uma entrada de áudio nativa. Então mesmo se você conectar um fone de ouvido que possua microfone no jack de áudio, você não conseguirá falar com ninguém. Nesse caso, a opção mais prática é a utilização de um microfone USB, assim resolvendo o problema do áudio.

Configurando vídeo

O jeito mais simples para ter um vídeo em que as pessoas possam ver você é a utilização de uma webcam USB. Isso porque ao utilizá-la, você já recebe entrada de áudio, evitando ter de usar um microfone separado.

Caso você já possua uma câmera Raspberry Pi, você pode utilizá-la também. No entanto, como ela não consegue ler a entrada de áudio, será necessário a utilização de um microfone externo.

Com tudo isso configurado, vamos agora para as aplicações mais utilizadas para videoconferências!

Google Hangouts

Como as outras aplicações da Google, o Hangouts já foi projetado para funcionar através do navegador. Sendo assim não é necessário baixar nada para que funcione.

Por isso, é só entrar no site do Google Hangouts, fazer login com a sua conta Google e iniciar uma chamada. Ao iniciar, o Hangouts vai solicitar acesso à sua câmera e microfone. Tudo o que você deve fazer é permitir o acesso.

No entanto, muitas vezes apenas isso não funciona. Devido a algum bug no próprio navegador e site, é necessário fazer esse passo mais uma vez, mas agora de forma manual. Então vamos clicar no ícone de cadeado na parte superior esquerda. Lá, vamos selecionar “Permitir” (ou “Allow” se sua Raspberry estiver em inglês).

Videoconferencia

Só depois de executar os passos mais uma vez é que vai funcionar tudo certinho.

Usando o Skype

Para usar o Skype, é bem simples: entre na versão web da aplicação, que já funciona sem qualquer configuração adicional na sua Raspberry Pi.

Entre no site da versão web clicando aqui, faça login na sua conta Skype e comece a utilizar!

Utilizando dois monitores simultâneos

Essa parte não tem segredo nenhum. A Raspberry Pi 4 já conta com o processo totalmente automatizado em relação a multi-monitores. Para que você possa utilizar dois monitores, tudo o que é preciso fazer é conectar ambos nas entradas micro HDMI da placa.

Depois de conectar os monitores, é só ligar a placa e vai estar tudo funcionando!

Conclusão

Você viu que é bem possível trabalhar de forma produtiva utilizando a Raspberry Pi 4. Devido a suas especificações, ela acaba fornecendo uma performance excelente para executar diversas funções, e por um custo mais baixo do que se você precisasse comprar um notebook por exemplo.

E aí, que tal dar uma chance para o trabalho remoto?

Curtiu? Não esqueça de comentar! Se possuir alguma dúvida um pouco mais elaborada, passe no nosso fórum e explique pra gente, com certeza iremos ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Comentários

  1. O Raspbian permite a instalação de outros softwares que são destinados para Linux?

  2. Parabéns pelo post Diogo e a flipflop, mais uma matéria relevante para a comunidade de tecnlogia…

    Haroldo Hauradou Hernani
  3. Top. Ainda tem outra função não citada no Artigo. Para quem tem servidor, o Rasp também serve para acessar remotamente.

    MÁRCIO VIANNA MÜLLER
  4. Olá! Sempre ouvi falar muito do Raspberry, mas somente agora (com tempo) me liguei no assunto. Gostaria de saber principalmente se é possível utilizar o Chrome OS?

    1. Marcelo,

      Possível, é. No entanto, a versão que é possível utilizar ainda está em testes, então pode conter bugs e problemas de segurança.

      Abraços!
      Diogo – Equipe FilipeFlop

  5. sabe dizer se consigo otimizar o Remote Desktop na rasp 4?

    Por alguma razão não consigo habilitar o remoteFX e a conexão fica muito lenta…

    Seria a rasp incapaz de processar dados de resolução HD?

    Valeu pela ajuda

  6. Alô Diogo!
    Tenho um raspberry Pi4 com 4GB de RAM. Comprei uma webcam USB para usar em videconferências. Esta câmera já tem seu microfone embutido.
    O raspbian reconhece a câmera como dispositivo uisb sem problemas. Porém, ao iniciar o Meet pelo Cjromium, a imagem da câmera fica travando, travando até mesmo o raspbian, não há uma reprodução contínua e sem travas. Tentei usar o Google Meet no firefox-esr instalado no Raspbian mas, o meet informa que o firefox-esr não eh compatível.
    Com relação ao raspbian e a webcam usb, existe uma maneira de melhorar esta reprodução?
    Segue especificações da câmera:
    Resolução: 1080P / 50Hz, 60HZ
    USB 2.0
    Tipo de sensor: cmos – built in
    VM engine: 180M/BMP high speed processor

    Só há um pequeno grande problema: não há referência a Linux na lista de sistemas operacionais que suportam esta câmera.

    Fico no aguardo e obrigado pela atenção.

    Cleiveson Barbosa Evangelista
    1. Cleiveson,

      Esse pequeno grande problema pode ser o culpado. Uma outra alternativa é verificar como alterar a resolução da webcam (para verificar se isso possa estar interferindo de alguma forma).

      Abraços!
      Diogo – Equipe FilipeFlop