Protoboard

Você já precisou testar seu projeto de forma rápida e simples, mas acabou tendo que soldar componentes em uma placa apenas para testar um funcionamento específico? Largue mão disso e conheça a protoboard: são pequenas placas de prototipagem, onde você conecta componentes de forma simples, sem solda! Confira os kits protoboard e faça já seus testes!

Mostrando todos 9 resultados

Protoboard: O que é?

Também conhecida como matriz de contatos ou até mesmo como placa de prototipagem, a protoboard é uma placa que possui furos e conexões internas para que você possa montar circuitos, e assim execute testes com componentes eletrônicos. Sua maior vantagem de uso é que ele dispensa a necessidade de solda para conectar tais circuitos.

Em outras palavras, a protoboard é uma placa de ensaio que serve como um protótipo de um aparelho eletrônico, com uma matriz de contatos que possibilita construir circuitos de teste sem que haja necessidade de solda e, assim, garantindo segurança e agilidade em diferentes atividades.

Ou seja, serve como um instrumento de teste: antes de soldar na placa, você testa no protótipo, e, se tudo der certo, parte para o projeto final.

No mercado, existem diferentes tipos dessa ferramenta, em cores, marcas, modelos e tamanhos diferentes – mas todos seguem o mesmo propósito. Com uma placa protoboard, é possível montar o circuito, testá-lo e, depois, desmontá-lo.

Aqui na FilipeFlop você encontra protoboards com tamanhos variados. Lembrando que os tamanhos são baseados pelos números de pontos. Portanto existem protoboards com 400, 800, 1200 pontos. Isso significa que há este determinado número de furos para conectar componentes. Quanto maior o número, mais componentes e mais complexo o circuito pode ser.

No mundo maker, a protoboard acaba sendo muito utilizada, pois os circuitos utilizados nem sempre são muito complexos (assim cabem num tamanho reduzido) e porque os projetos devem ser constantemente testados e sofrem muitas modificações durante o processo de desenvolvimento.

Estrutura de uma placa protoboard:

A estrutura da ferramenta é simples: ela é composta por faixas de barramentos e faixas de terminais.

As faixas de terminais são dois conjuntos de faixas verticais separados por uma parte central vazada. Cada coluna apresenta cinco pontos conectados por um condutor metálico, a que se tem acesso por meio dos furos da estrutura plástica do dispositivo. Assim, todo condutor presente em uma dessas faixas estará também conectado aos demais.

Já as faixas de barramentos são os conjuntos de duas faixas que estão localizadas nas extremidades do protoboard, utilizados, normalmente, na distribuição de sinais de alimentação dos circuitos montados. Geralmente, possuem uma faixa na cor azul, que serve como um sinal de alimentação negativa do circuito, e uma de cor vermelha, como sinal de alimentação positiva.

O que podemos conectar numa protoboard?

O protoboard é uma ferramenta muito útil para os profissionais da área de eletrônica e um grande aliado para os makers que desejam montar e prototipar projetos. Isso porque possibilita conectar diversos componentes, como capacitores, resistores, circuitos integrados, diodos, transistores, entre outros.

Desse modo, é possível concluir que o protoboard é uma ferramenta bastante útil no segmento da eletrônica, pois permite uma precisão maior na montagem de circuitos – que está presente no dia a dia do profissional da área.

Ela permite que o técnico ou maker faça testes, simulações, alterações sem a necessidade de soldar os componentes – basta conectar os terminais corretos nos locais determinados para fazer o circuito funcionar.