Placas Raspberry pi

As placas Raspberry Pi você encontra aqui na FilipeFlop, a revendedora oficial da Fundação Raspberry na América Latina! Conheça as diversas opções desse poderoso mini computador, com um poder de processamento avançado, dimensão compacta, e extremamente versátil e intuitivo. Receba suporte total e garantia na compra de sua Raspberry Pi, seja ela modelo 3, 4 ou Zero!

Mostrando todos os 5 resultados

Quantas placas Raspberry Pi existem?

A Fundação Raspberry, que é a criadora das placas Raspberry Pi, lançou em 2012 sua primeira placa, a chamada Raspberry Pi. Desde então, a Fundação não parou mais, e hoje contamos com mais de 15 modelos lançados, embora nem todos estão ainda em produção. Atualmente vendemos aqui na FilipeFlop os modelos Pi 3 (Model B+ e A+), Pi 4 (Model B 4GB) e a Pi Zero W.

Cada uma dessas placas conta com uma melhora significativa em uma ou mais áreas de desempenho, deixando a experiência mais fluida e potente, e aos poucos, vai se assemelhando cada vez mais a um computador (desktop ou notebook).

Conheça a Raspberry Pi 4, o modelo mais atual:

A versão 4 da placa Raspberry Pi conta com diversas melhorias em relação a sua irmã mais velha, a Raspberry Pi 3. As melhorias vão desde um processador mais veloz, portas USB 3.0, um chip Ethernet com suporte a PoE (Power over Ethernet) e possibilidade de usar 2 monitores ao mesmo tempo.

A Raspberry Pi 4 possui um processador atualizado, 64-bit e quad core, com uma velocidade de 1.5GHz, duas portas USB 3.0, chip Ethernet Gigabit de banda dupla, funcional em frequência de 2.4GHz e 5 GHz wireless, compatibilidade PoE através do HAT PoE e ainda duas portas micro HDMI, para você utilizar a sua placa com 2 monitores ao mesmo tempo. Lembrando que a resolução máxima deste novo modelo é de 4K, assim você garante uma imagem limpa e de extrema alta resolução.

Existem diversas versões baseadas na quantidade de memória RAM. Na FilipeFlop, comercializamos a versão de 4GB DDR4. Todavia, a própria fundação já lançou uma versão ainda mais robusta: 8GB de RAM.

A certificação por parte da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) garante que o equipamento está dentro das especificações definidas pela agência, e em conformidade com a regulamentação brasileira de telecomunicações, o que significa que você pode desenvolver e comercializar produtos utilizando esta placa.

Programação nas placas Raspberry Pi:

As placas Raspberry utilizam em seus programas (para projetos makers) geralmente a linguagem de programação chamada Python: uma linguagem de alto nível e amplamente usada não só para programação em Raspberry Pi (seja ela Pi 3, Pi 4 ou Zero), mas também em Inteligência Artificial (IA) e Ciência de Dados.

Sistemas Operacionais na Raspberry Pi:

Os principais sistemas operacionais utilizados nas placas Raspberry Pi são baseados em Linux. Portanto, a Fundação criou seu próprio sistema oficial (e que é amplamente utilizado pela comunidade): o RaspBian. Com este sistema, o usuário pode utilizar todas as funcionalidades presentes nas placas Pi de forma simples, ágil e fluida, além de claro, possuir toda a compatibilidade com as principais funções da placa.

No entanto, os sistemas não ficam apenas no Raspbian. Se o usuário quiser, pode utilizar versões do sistema operacional Android, e assim usufruir de todas as funcionalidades deste sistema diretamente em sua placa. Há ainda, na Raspberry Pi 3, a possibilidade de utilizar uma versão do Windows 10 para dispositivos ARM. Todavia, isso ainda é extremamente experimental e não deve ser utilizado de forma definitiva, já que a própria experiência do usuário se torna comprometida devido a pouca fluidez do sistema.