,

Placa MEGA 2560 Pro Mini

REF: 1AC12

MEGA 2560 Pro Mini é uma versão muito reduzida da placa Arduino MEGA 2560 R3. Com a mesma capacidade, é perfeita para criar projetos compactos e que precisam de um grande número de entradas e saídas.


Comprando com a FilipeFlop você tem garantia e suporte técnico especializado.

    Disponibilidade:

    Fora de estoque

    Fora de estoque

    Banner Arduino MEGA 2560 Pro Mini

    Placa MEGA 2560 Pro Mini | Mesma capacidade, dimensões reduzidas

    MEGA 2560 Pro Mini é uma versão muito reduzida da placa Arduino MEGA 2560 R3. Com a mesma capacidade, é perfeita para criar projetos compactos e que precisam de um grande número de entradas e saídas.

    Apesar do tamanho compacto adaptado para aplicações embarcadas, o Arduino Mega 2560 Pro Mini é totalmente compatível com sua “irmã maior” no que diz respeito a programação, memória, processamento, número de pinos, etc. Oferece uma grande quantidade de portas de E/S e de memória, tornando a Mega 2560 Pro Mini ideal para projetos maiores.

    A placa é baseada no microcontrolador ATmega2560 e tem um chip de interface USB-UART CH340G. O Arduino Mega 2560 Pro Mini possui 70 54 pinos de entradas/saídas digitais. É uma placa completa e pronta para uso: basta conectar seu Arduino a um computador com um cabo micro-USB ou fonte de alimentação para começar a usar.

    Agora ficou fácil você comprar sua Placa MEGA 2560 Pro Mini por um ótimo preço e com envio para todo o Brasil.

    Especificações da Arduino Mega Pro Mini

    • Microcontrolador: ATmega2560
    • Velocidade do Clock: 16 MHz
    • Pinos I/O Digitais: 70(15 podem ser usadas como PWM)
    • Portas Analógicas: 16
    • Tensão de Operação: 5 V
    • Tensão de Entrada: 6-9 V
    • Corrente Máxima Pinos I/O: 40 mA
    • Memória Flash: 256 KB (8 KB usado no bootloader)
    • SRAM: 8 KB
    • EEPROM: 4 KB
    • Dimensões: 54 mm x 38 mm x 6 mm

    Documentação da Arduino Mega Pro Mini

    Acompanha:

    • 01 – Placa MEGA 2560 Pro Mini
    • 02 – Barras de pinos 2 x 3 180 graus
    • 01 – Barras de pinos 2 x 16 180 graus
    • 01 – Barras de pinos 2 x 20 180 graus
    • 01 – Barras de pinos 1 x 5 180 graus

    Programando a Placa MEGA Pro Mini

    O Arduino utiliza uma linguagem de programação própria que foi desenvolvida baseada nas linguagens C/C++. Além disso, você vai precisar da IDE (Integrated Development Environment) para escrever, compilar e transmitir o código para as placas Arduino. A IDE pode ser baixada diretamente no site da fundação: faça o download da IDE gratuitamente.

    O microcontrolador ATmega2560 do Arduino Mega 2560 Pro Mini vem pré-programado com um bootloader que permite fazer upload de novos códigos sem uso de hardware externo. Ele se comunica usando o protocolo STK500 original. Você também pode ignorar o bootloader e programar o microcontrolador através de ICSP (In-Circuit Serial Programming) usando Arduino ISP ou similar.

    Você não precisa ter um conhecimento avançado em programação ou linguagem C para programar a sua placa, estamos aqui para te ajudar. Confira o conteúdo exclusivo sobre os primeiros passos com Arduino e veja como é fácil se tornar um maker da eletrônica. Além disso, você pode encontrar em nosso Blog muitos projetos com Arduino para começar a colocar a mão na massa.

    Pinout da Arduino Mega Pro Mini

    O Arduino Mega 2560 Pro Mini possui 70pinos de entradas/saídas digitais (dos quais 15 podem ser usados como saídas PWM e 16 como entradas analógicas), 4 UARTs (portas seriais de hardware), um cristal osciladorde 16 MHz, uma conexão USB, uma entrada de alimentação, uma conexão ICSP e um botão de reset.

    A pinagem da placa Mega 2560 Pro abaixo mostra as funções mais usadas para os pinos, mas vale lembrar que alguns deles podem suportar outras funções. Embora os locais de pinagem sejam diferentes, os pinos básicos e suas funções são idênticos aos do Mega 2560 normal.

    Alimentação da Placa Mega Pro Mini

    O Arduino Mega 2560 Pro Mini pode ser alimentado por conexão USB ou por meio de uma fonte externa. A fonte externa pode ser inserida nos pinos terra (GNS) e entrada de tensão(VIN).

    Os pinos de alimentação são os seguintes:

    • VIN: para fonte de alimentação externa alternativa ao conector USB 5 V: fonte de alimentação regulada.
    • 3V3: alimentação de 3,3 V gerada pelo chip FTDI. A corrente máxima é de 50 mA.
    • GND: pinos terra.

    Os reguladores integrados de 3,3 V e 5V conferem maior versatilidade para os projetos, sendo possível fornecer entrada de 6 a 12 V (pico de 18 V). Devido ao uso de reguladores lineares, é recomendado usar uma fonte de alimentação na faixa de 6-12 V, pois o excesso de energia é liberado como calor através dos reguladores.

    Entradas e Saídas da Placa Mega Pro Mini

    Cada um dos 70pinos digitais da Mega 2560 Pro Mini pode ser usado como entrada ou saída por meio das funções pinMode(),digitalWrite() e digitalRead(). Eles operam em 5 V. Os pinos podem fornecer ou receber um máximo de 40 mA e possuem resistor pull-up interno (desconectado por padrão) de 20-50 kΩ.

    Alguns pinos possuem funções especializadas:

    • Serial: D0 (RX) e D1 (TX); Serial 1: D19 (RX) e D18 (TX); Serial 2: D17 (RX) e D16 (TX); Serial 3: D15 (RX) e D14 (TX). Usados para receber (RX) e transmitir (TX) dados seriais TTL. Pinos 0 e 1 são também conectados aos pinos correspondentes do chip serial FTDI USB-to-TTL.
    • Interruptores externos: D2 (interruptor 0), D3 (interruptor 1), D18 (interruptor 5), D19 (interruptor 4), D20 (interruptor 3) e D21 (interruptor 2). Estes pinos podem ser configurados para acionar uma interrupção em um valor baixo, ou para mudanças nos valores e limites. Para mais detalhes veja a função attachInterrupt().
    • PWM: D0 a D13. Fornecem saída analógica PWM de 8-bits com a função analogWrite().
    • SPI: D50 (MISO), D51 (MOSI), D52 (SCK), D53 (SS). Estes pinos dão suporte à comunicação SPI que, embora suportada pelo hardware, ainda não faz parte da linguagem Arduino.
    • LED: D13. Há um LED integrado ao pino digital 13. Quando este pino está no valor HIGH este LED está aceso, quando o pino está em LOW o LED está apagado.
    • I2C: D20 (SDA) e D21 (SCL). Fornecem suporte à comunicação I2C (TWI) usando a biblioteca Wire (documentação no site do Wiring).

    O Arduino Mega 2560 Pro Mini tem 16 entradas analógicas, cada uma delas com 10 bits de resolução (ou seja, 1024 valores diferentes). Por padrão elas medem de 0 a 5 V, embora seja possível mudar o limite superior usando o pino AREF e a função analogReference().

    A placa tem dois pinos adicionais:

    • AREF: Voltagem de referência para as entradas analógicas. Usados com analogReference().
    • Reset: Coloque esta linha em LOW para reiniciar o microcontrolador. Normalmente usado para adicionar um botão de reset aos shields que bloqueiam o da placa.

    Confira o vídeo e conheça mais sobre o Arduino!
    Conheça um pouco mais sobre a plataforma de prototipagem eletrônica open-hardware mais utilizada pela comunidade maker. Ela possui seu próprio ambiente de desenvolvimento open-software baseado na linguagem C, com programação bastante intuitiva para iniciantes.


    FilipeFlop | Arduino com os melhores preços e suporte especializado

    A FilipeFlop é uma empresa com mais de 10 anos de experiência na comercialização de componentes eletrônicos. Todos componentes e placas Arduino que você encontra aqui são selecionados por especialistas para garantir que você tenha acesso às melhores plataformas de desenvolvimento. De makers, para makers: exploramos junto com você todas as possibilidades do Arduino open-source.

    SKU: 1AC12 Categorias: ,