Aula 2: Primeiros Passos com a Arduino IDE

Antes de começar os projetos, vamos precisar de um programa chamado IDE (Integrated Development Environment, ou Ambiente de Desenvolvimento Integrado). Uma IDE (Integrated Development Environment ou Ambiente de Desenvolvimento Integrado) é um programa de computador que possui as ferramentas necessárias para desenvolvimento de software. Basicamente possui um editor de código fonte e compilador. Com a IDE Arduino podemos dar os primeiros passos, desenvolver programas e realizar a gravação dos programas na placa.

Baixando e instalando a IDE Arduino

Para fazer o download da IDE Arduino, entre no site oficial do Arduino na seção Software -> Downloads e escolha sua versão de sistema operacional (Windows, Linux, MacOS).

Download da IDE Arduino

Download da IDE Arduino

Se quiser fazer uma doação para o software Arduino este é o momento. Se não, basta clicar em Just Download.

Download da IDE Arduino

Execute o arquivo instalador ‘.exe’ e siga as instruções de instalação.

Instalação IDE Arduino

Certifique-se de que todos os componentes na tela abaixo estejam selecionados.

Instalação IDE Arduino

Instalação IDE Arduino

Instalação IDE Arduino

Instalação IDE Arduino

Após a instalação, abra a IDE Arduino pelo atalho criado na sua área de trabalho.

Estrutura de um programa Arduino

Você não precisa ser um expert em programação para conseguir programar com Arduino. Mesmo assim, é bastante interessante que você procure entender o programa. No começo vai ser mais complicado, algumas coisas podem não ficar tão claras, mas com experimentos e força de vontade você será capaz de entender cada linha desse guia. Esse entendimento é essencial para que você possa fazer seus próprios projetos no futuro.

Ao abrir a IDE Arduino, que instalamos anteriormente, você se depara com um programa em branco, que não faz nada. A estrutura padrão de programa contém as funções setup() e loop().

IDE Arduino

setup() – É nessa parte do programa que você configura as opções iniciais do seu programa: os valores iniciais de uma variável, se uma porta será utilizada como entrada ou saída, mensagens para o usuário, etc. Essa função irá executar apenas uma vez quando o Arduino for ligado.

loop() – Diferente da função setup(), essa parte do programa repete uma estrutura de comandos de forma contínua ou até que algum comando de “parar” seja enviado ao Arduino. Vamos ver exatamente como isso funciona ao decorrer dos projetos.

Note que o conteúdo de cada função deve ir dentro das chaves “{ }”. O número de chaves que abrem  “{” devem ser o mesmo das que fecham “}”, senão o programa dá um erro e não é possível passar para o Arduino. Se você tiver dificuldades em se entender com as chaves, a IDE do Arduino te dá uma ajudinha: Basta clicar em uma chave que abre “{” que ele irá apontar a que fecha “}”. Se você clica em uma chave que não mostra onde está o seu par, provavelmente ela está sobrando no código.

Código Arduino

Você pode notar que existem coisas escritas após as barras duplas “//”, isso é chamado de comentário. Ele não altera seu funcionamento, mas serve para quem está programando explicar algo para alguém que vai lê-lo. Uma das boas práticas de programação é documentar o seu código por meio das linhas de comentário.  Isso será útil não só para você, se precisar alterar o código depois de algum tempo, como também para outras pessoas que utilizarão o seu programa.

Portanto, atente-se aos comentários, eles vão ajudar!

Exemplo Blink

Para ilustrar a estrutura de um programa, vamos utilizar um código capaz de acender e apagar o LED da placa Arduino. Primeiramente vamos explicar um programa em partes e logo mais abaixo você verá um programa completo.

A primeira coisa que fazemos no início do programa é colocar uma pequena observação sobre o nome do programa, sua função e quem o criou:

// Programa : Pisca LED Arduino
// Autor : FILIPEFLOP

Comece uma linha com barras duplas “// ” e tudo o que vier depois nessa linha será tratado como um comentário.

Após os comentários, vem a estrutura do setup(). É nela que definimos que o LED do Arduino como uma saída.

void setup()
{
  //Define o LED do Arduino como saida
  pinMode(LED_BUILTIN, OUTPUT);
}

Por último, temos o loop(), que contém as instruções para acender e apagar o LED, e também o intervalo entre essas ações:

void loop()
{
  //Acende o LED
  digitalWrite(LED_BUILTIN, HIGH);
   
  //Aguarda intervalo de tempo em milissegundos
  delay(1000);
   
  //Apaga o LED
  digitalWrite(LED_BUILTIN, LOW);
   
  //Aguarda intervalo de tempo em milissegundos
  delay(1000);
}

A linha do código contendo digitalWrite(LED_BUILTIN, HIGH);, acende o led. O comando delay(1000);, especifica o intervalo, em milésimos de segundos (milissegundos), no qual o programa fica parado antes de avançar para a próxima linha. Quanto maior esse número, mais tempo o programa vai esperar para passar para a próxima linha.

O comando digitalWrite(LED_BUILTIN, LOW);, apaga o LED e depois ocorre uma nova parada (delay) no programa. Após essa espera, o processo é então reiniciado, voltando para o início do loop().

Você reparou que todo comando termina com um ponto e vírgula “;“? Ele é muito importante na programação porque define que o comando acabou ali. Se está faltando um “;” o programa não irá funcionar de jeito nenhum!

Abaixo você encontra o programa completo que pode ser copiado e colado direto na IDE Arduino:

// Programa : Pisca Pisca pisca
// Autor : FILIPEFLOP
 
void setup()
{
  //Define o LED do Arduino como saida
  pinMode(LED_BUILTIN, OUTPUT);
}
 
void loop()
{
  //Acende o LED
  digitalWrite(LED_BUILTIN, HIGH);
   
  //Aguarda intervalo de tempo em milissegundos
  delay(1000);
   
  //Apaga o LED
  digitalWrite(LED_BUILTIN, LOW);
   
  //Aguarda intervalo de tempo em milissegundos
  delay(1000);
}

Carregando Programa no Arduino

Quando o código estiver pronto para ser carregado na placa, utilize o cabo USB para conectar a placa Uno R3 no seu computador.

Cabo conectado na placa

Com a placa conectada, entre no menu ferramentas, escolha o modelo da placa como “Arduino/Genuino Uno” e a porta na qual a mesma está conectada, que no caso do sistema Windows, será COM seguido de algum número, ex: COM3, COM4 ou COM5, etc. Caso não apareça nenhuma porta, teste com outras entradas USB ou até mesmo em outro computador.

IDE Arduino placa

IDE Arduino porta

Então clique no botão de checagem. Isso irá verificar se existe algum erro no código e gerar o arquivo de programa necessário para carregar na placa.

IDE Arduino verificar

Se estiver tudo OK, clique no botão carregar. Isso irá gravar o programa na placa.

IDE Arduino carrregar

Caso não apareça nenhum erro, você deverá ver o LED piscando em um intervalo de 1 segundo.

Possíveis erros

Caso o projeto não funcione, verifique alguns dos possíveis erros:

  • Na hora da checagem, apareceu alguma mensagem em vermelho? Verifique o código e caso não encontre o problema, copie e cole novamente o código na IDE Arduino e tente mais uma vez;
  • Verifique se o código carregou na placa através da IDE Arduino.