Aula 4: Linux

Nesta aula vamos ensinar o básico sobre o sistema operacional Linux, que serve de base para o Raspbian, sistema utilizado neste curso. Se você já está familiarizado com o funcionamento do Linux, pode pular esta aula.

Como vimos na aula passada, o Raspbian possui uma interface gráfica na qual é possível mover arquivos e alterar algumas configurações. Mas se você deseja extrair o máximo da sua Raspberry Pi, você vai precisar utilizar as linhas de comando e entrar diretamente com comandos Linux. Os comandos são inseridos em um terminal, que é um ambiente comum em vários sistemas operacionais, como no Windows ou no Mac, por exemplo. Para abrir o terminal de comandos, você deve clicar no ícone LXTerminal” na barra de tarefas.

Você pode observar que na linha inicial está escrito pi@raspberrypi:~ $ e que você pode escrever ao lado desse texto. Se você apertar o enter algumas vezes, sem nada escrito, o texto inicial não vai mudar. Experimente!

A parte pi@” é referente ao nome do usuário que está executando as ações no terminal, já raspberrypi é o nome do computador em que você está. O til “~” significa que você está na pasta do usuário, que é a pasta padrão na qual se abre o terminal. Conforme você navega pelas pastas essa parte irá mudar. 

Você pode usar o comando cd” para mudar de pasta. Experimente a seguinte linha e veja o que ocorre com o terminal:

cd Desktop

Dessa forma, você pode navegar entre as pastas, criar, mover e deletar alguns arquivos. No entanto, você ainda assim tem acesso limitado a algumas funcionalidades do sistema.

O Super Usuário

Para ter acesso total a tudo que pode ser feito através do terminal de comandos é necessário utilizá-lo como super usuário. Para fazê-lo, basta acrescentar sudo na frente do comando e ele será executado como super usuário. Tome bastante cuidado ao utilizar esses comandos, com eles você pode fazer coisas como apagar o seu sistema operacional e perder tudo que foi salvo na sua Raspberry Pi. Se acontecer algo do tipo você pode voltar algumas aulas e preparar o cartão SD novamente.

Principais comandos Linux

Para aprender a utilizar os comandos não tem outro jeito senão os utilizando. Quanto mais você utilizá-los, mais tranquilo e familiarizado você estará. Por isso separamos alguns dos comandos principais do Linux, que você também pode encontrar no cartão de referência que acompanha o kit:

cd <nome_da_pasta>: muda a pasta em que se está trabalhando.

cd : Vai para uma pasta acima.

ls: Lista as pastas e arquivos presentes na pasta atual.

mkdir <nome_da_pasta>: Cria uma pasta com o nome colocado.

exit: Sai do terminal de comandos.

rm <nome_do_arquivo>:  Apaga arquivo. Use com cuidado, pois caso apague um documento será irreversível.

rmdir <nome_da_pasta>:  Remove uma pasta vazia.

cat: Mostra o que tem dentro de um arquivo, serve para ler um documento.

cal: Apresenta o calendário.

date: Mostra a data e horário atuais.

man <comando>: Apresenta o manual de instruções do comando.

sudo apt-get update: Atualiza a lista de pacotes e versões instalados no sistema.

sudo apt-get upgrade: Baixa e instala os pacotes que não estão atualizados. É usado em conjunto com o update. Primeiro update depois upgrade.

sudo shutdown now: Desliga a placa.

Facilitando a navegação

Para facilitar ainda mais a sua vida, separamos uma lista de atalhos do teclado para serem utilizados com o terminal de comandos:

ctrl + alt +T: abre o terminal de comandos.

↑: Passa pelo histórico dos últimos comandos executados.

tab: Preenchimento automático dos comandos. Se Você começar a escrever o comando e pressionar  a tecla tab, este será completado pelo terminal.. Se as opções forem muitas, uma lista de possíveis comandos aparece no terminal. 

crtl + C: Interrompe o programa ou comando que está sendo executado.

ctrl + D: Sai do terminal de comandos.

ctrl + L: Limpa a janela do terminal de comandos.

Além dos comandos apresentados, você pode procurar outros que atendam as suas necessidades conforme você vai utilizando a sua Raspberry Pi. Busque esses outros comandos no Google, ou mesmo em fóruns especializados.