Aula 4: Linux

Nesta aula vamos ensinar o básico sobre o sistema operacional Linux, que serve de base para o Raspbian, sistema utilizado neste curso. Se você já está familiarizado com o funcionamento do Linux, pode pular esta aula.

Como vimos na aula passada, o Raspbian possui uma interface gráfica na qual é possível mover arquivos e alterar algumas configurações. Mas se você deseja extrair o máximo da sua Raspberry Pi você vai precisar utilizar as linhas de comando e entrar diretamente com comandos linux. Os comandos são inseridos em um terminal de comandos, que é um ambiente comum a vários sistemas operacionais, como no Windows ou no Mac, por exemplo. Para abrir o terminal de comandos, você deve clicar no ícone “LXTerminal”na barra de tarefas .

Apontando o ícone

Você pode observar que na linha inicial está escrito “pi@raspberrypi:~ $” e que você pode escrever ao lado desse texto. . Se você apertar o enter algumas vezes, sem nada escrito, o texto inicial não vai mudar. Experimente!

Você pode observar que na linha inicial já tem “pi@raspberrypi:~ $” escrito, e você só pode escrever ao lado disso. Experimente apertar o enter algumas vezes, sem nada escrito, veja como não muda esse texto inicial.

A parte “pi@” é referente ao nome do usuário que está executando as ações no terminal, já “raspberrypi” é o nome do computador em que você está. O til “~”  significa que você está na pasta do usuário, que é a pasta padrão na qual se abre o terminal. Conforme você navega pelas pastas essa parte irá mudar.

Você pode usar o comando “cd” para mudar de pasta. Experimente a seguinte linha e veja o que ocorre com o terminal:

cd Desktop

Dessa forma, você pode navegar entre as pastas, criar, mover e deletar alguns arquivos. No entanto, você ainda assim tem acesso limitado a algumas funcionalidades do sistema.

O Super Usuário

Para ter acesso total a tudo que pode ser feito através do terminal de comandos é necessário utilizá-lo como super usuário. Para fazê-lo, basta acrescentar “sudo” na frente do comando e ele será executado como super usuário. Por exemplo:

sudo cd Desktop

Esse exemplo é bastante simples, você simplesmente irá entrar na pasta, como feito anteriormente. Mas alguns comandos só podem ser executados pelo super usuário.

Tome bastante cuidado ao utilizar esses comandos, com eles você pode fazer coisas como apagar o seu sistema operacional e perder tudo que foi salvo na sua Raspberry Pi. Se acontecer algo do tipo você pode voltar algumas aulas e preparar o cartão SD novamente.

Principais comandos Linux

Para aprender a utilizar os comandos não tem outro jeito senão os utilizando. Quanto mais você utilizá-los, mais tranquilo e familiarizado você estará. Por isso separamos alguns dos comandos principais do Linux, que você também pode encontrar no cartão de referência que acompanha o kit:

cd <nome_da_pasta>: muda a pasta em que se está trabalhando.

cd .. : Vai para uma pasta acima.

ls: Lista as pastas e arquivos presentes na pasta atual.

mkdir <nome_da_pasta>: Cria uma pasta com o nome colocado.

exit: Sai do terminal de comandos.

rm <nome_do_arquivo>:  Apaga arquivo. Use com cuidado, pois caso apague um documento será irreversível.

rmdir  <nome_da_pasta>:  Remove uma pasta vazia.

cat: Mostra o que tem dentro de um arquivo, serve para ler um documento.

cal: Apresenta o calendário.

date: Mostra a data e horário atuais.

man <comando>: Apresenta o manual de instruções do comando.

sudo apt-get update: Atualiza a lista de pacotes e versões instalados no sistema.

sudo apt-get upgrade: Baixa e instala os pacotes que não estão atualizados. É usado em conjunto com o update. Primeiro update depois upgrade.

sudo shutdown now: Desliga a placa.

Facilitando a navegação

Para facilitar ainda mais a sua vida, separamos uma lista de atalhos do teclado para serem utilizados com o terminal de comandos:

ctrl+ alt +T: abre o terminal de comandos.

↑: Passa pelo histórico dos últimos comandos executados.

tab: Preenchimento automático dos comandos. Se você começar a escrever o comando e pressionar a tecla tab e este será completado pelo terminal. Se as opções forem muitas, uma lista de possíveis comandos aparece no terminal.

crtl + C: Interrompe o programa ou comando que está sendo executado.

ctrl + L: Limpa a janela do terminal de comandos.

ctrl + D: Sai do terminal de comandos.

Além dos comandos apresentados, você pode procurar outros que atendam as suas necessidades conforme você vai utilizando a sua Raspberry Pi. Busque esses outros comandos no Google, ou mesmo em fóruns especializados.