Aula 8: Tweet com Python

Nas últimas aulas vimos como programar em Python, o que é uma API e como executar os programas através do terminal Linux. Nesta aula vamos Twittar utilizando a API do Twitter na Raspberry Pi!

Instalando a API

O primeiro passo desse projeto é instalar a API que iremos utilizar ao acessar o Twitter. A instalação no Python é necessário utilizar o programa “pip“, que é um sistema de gerenciamento de pacotes. Basta abrir o terminal Linux e executar o seguinte comando:

 sudo pip3 install python-twitter

Com isso, o terminal irá instalar a API automaticamente.

Conta de desenvolvedor no Twitter

O Twitter permite liberar a conta com a intenção de ser utilizada por desenvolvedores, o que não altera a conta em nada, apenas permite o uso através de programas. Como vamos aproveitar essa funcionalidade, precisaremos das chaves de acesso, geradas no site de desenvolvedores do Twitter. Faça o login normalmente, com a sua conta e senha do Twitter.

A fim de transformar uma conta convencional em desenvolvedor, vá em Apply, depois se candidate a uma conta de desenvolvedor. No processo, você vai precisar informar qual é o motivo da criação da sua conta, o país e outras informações. Na próxima etapa, escreva o porquê de estar utilizando a API do Twitter nas diversas caixas apresentadas. Você pode marcar que não irá utilizar algumas das funcionalidades ou dados.

Imagem das caixas dos textos

Após as explicações de cada etapa, vão pedir a confirmação dos dados e aceitar os termos de uso. Na seção “in your words”, coloquei o seguinte texto:“I am applying for a developer account in order to use Twitter as a learning tool for an API usage on Python. My application will post some gibberish once or twice and nothing else. Probably for a couple days only.”

Quando perguntado se irei postar alguma coisa, o meu texto foi:
“My application is going to post some meaningless phrases with the main purpose being learning Python.” 
O resto das opções eu não marquei. Essa burocracia evita que o twitter fique cheio de ‘robôs’ postando e comentando coisas por aí. Após certo tempo, você já está habilitado a criar aplicações utilizando o Twitter.

Gerando as senhas de acesso

Com a sua conta de desenvolvedor devidamente ativa, você deve criar uma nova aplicação e gerar as chaves de acesso. Basta preencher o formulário com os dados todos solicitados e será criada.

Ao acessar essa aplicação recém criada será necessário criar o token de acesso, basta clicar em “create“. Com isso, você terá na tela quatro senhas, dois do “Consumer API keys” e dois do “Access token & access token secret“. São essas senhas que vamos precisar no código em Python.

Foto dos tokens de acesso

Programa

Com esse código, você irá twittar através da Raspberry Pi. Na parte das chaves de acesso da aplicação, você deve substituir as chaves pela sua própria.

import twitter

## Chaves de acesso da aplicacao
consumer_key = 'Xkw2QVA7FozN42jEaLBjriy7i'
consumer_secret = 'AfkD93rICtkGXqTaFzVDA3qk7v3vdTM7db9ugZXabbaCPG27BD'
token_key = '1158489325448484691-ULTU2tqevIRSv9096uXKBJjvqt2oDP'
token_secret = 'XG2dI7zxgiol9rMhURfjfWMuiPT8gDkCyv1egTgXXJ8Sz'


#Criando a variavel api para facilitar o uso da mesma
api = twitter.Api(consumer_key=consumer_key,
                  consumer_secret=consumer_secret,
                  access_token_key=token_key,
                  access_token_secret=token_secret)

#Aparece na tela, confirmando que o login funcionou.
#Voce pode tirar o # para aparecer
#print(api.VerifyCredentials())

#Posta efetivamente
api.PostUpdates(status = "Twitando através da  Raspberry Pi!!! #kitmakerraspberry")
#Print para confirmar que funcionou
print("Postei!")

Vá na sua timeline e veja o que você postou!

foto do post