Introdução ao Beaglebone Green 3

A Beaglebone Green é uma placa baseada na Beaglebone Black, e é o resultado da parceria entre a beagleboard.org e a SeeedStudio. É uma placa utilizada em prototipação, sendo uma excelente opção de baixo custo para utilização em sistemas embarcados e projetos de hardware aberto.

SeeedStudio Beaglebone Green

Beaglebone Green possui a mesma configuração de processamento e memória de sua antecessora, e é capaz de utilizar as placas de expansão chamadas CAPES, que seguem o mesmo conceito dos shields para Arduino. Nesta nova versão, foram feitas algumas modificações no hardware, como a inclusão de conectores para utilização dos módulos Grove, comercializados pela Seeed.

Com relação aos sistemas operacionais suportados, você pode utilizar o Debian, Ubuntu, Android e outras versões disponíveis. Temos ainda embutida na placa a Cloud9, a IDE de desenvolvimento da Beaglebone e acessível via browser, onde você pode criar e executar programas de forma simples e prática, sem a necessidade de instalar softwares adicionais.

Características da Beaglebone Green

As especificações de processador e memória da Beaglebone Green são as mesmas da Beaglebone Black:

Características Beaglebone Green

As principais diferenças com relação ao modelo anterior são no layout da placa, que não tem mais a porta HDMI, e a presença dos conectores Grove na lateral da placa. O conector para fonte externa também foi retirado, dando lugar à um conector micro-usb para alimentação, idêntico ao existente no Raspberry Pi. Por meio deste conector micro-usb também podemos efetuar a comunicação entre um computador e a Beaglebone Green.

Beaglebone Green - Detalhes

Sistema Grove

Grove são módulos vendidos pela Seeed, com conector padrão de 4 pinos e que se comunicam com a Beaglebone Green via interface serial (UART) ou interface I2C.  São uma forma simples e prática de adicionar módulos à placa sem que você precise montar complicados circuitos na protoboard ou placas de circuito impresso.

Módulo Grove Bluetooth

Na imagem acima temos o módulo Grove bluetooth, mas existem também módulos de temperatura, barõmetro, sensor de gás, acelerômetro, wireless, displays e muitos outros. Uma lista completa dos módulos Grove você encontra neste link.

A presença desses conectores, entretanto, não significa que esses sejam os únicos módulos disponíveis para utilização com a Beaglebone Green. Você pode utilizar módulos comuns ligados aos conectores laterais de 46 pinos, os headers.

Instalação e Headers

O processo de instalação dos drivers e acesso à Beaglebone Green é semelhante ao da Beaglebone Black, e você pode utilizar os mesmos passos mostrados no nosso tutorial Introdução ao Beaglebone Black. Após a instalação dos drivers, acesse o endereço http://192.168.7.2 no Chrome ou Firefox para visualizar a tela inicial da Beaglebone:

Tela Inicial Beaglebone

Nessa tela temos um menu lateral com informações sobre os principais comandos utilizados na Beaglebone, assim como exemplos de programas e manuais de utilização.

No menu lateral temos também as informações sobre os headers, onde são encaixados os capes e que também podem ser configurados com as funções de GPIO, portas digitais e analógicas, portas PWM, UART, I2C, SPI, etc. Para uma listagem completa de todas as funções que podem ser utilizadas, acesse a opção HEADERS no menu lateral.

Beaglebone_Green_headers

Essa foi uma breve introdução à nova placa Beaglebone Green, que você encontra aqui na FILIPEFLOP. Em breve iremos trazer novas informações sobre essa placa e também mostrar exemplos de utilização.

Gostou? Ajude-nos a melhorar o blog atribuindo uma nota a este tutorial (estrelas no final do artigo), comente e visite nossa loja FILIPEFLOP !

Posts Relacionados

3 Comentários

  1. Olá gostei do artigo, aguardo mais dicas preciosas como esta. Convido você a visualizar meu site.

  2. Bom dia!
    Esta placa é compatível com sensores do Arduino?

    1. Boa tarde Argel,

      Sim, você pode utilizar os mesmos sensores. Apenas não se esqueça da utilização de divisores de tensão nos pinos de sinal caso o sensor trabalhe com 5V, pois os pinos do Beaglebone trabalham com 3.3V.

      Abraço!

      Adilson – Equipe FILIPEFLOP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *