Planta IoT com ESP8266 NodeMCU – Parte 2 14

Indo em frente com o projeto do post anterior da Planta IoT com ESP8266 NodeMCU, neste post o projeto será aprimorado. Agora, sua planta irá tweetar quando precisar ser regada! Ou seja, agora sua planta irá utilizar o Twitter!

Requisitos projeto planta IoT com ESP8266

Em termos de hardware, o projeto é idêntico ao do post Planta IoT com ESP8266 NodeMCU Parte 1, utilizando o módulo ESP8266 NodeMCU e o sensor de umidade do solo. Assim, nenhum hardware adicional é necessário para que sua planta consiga te enviar Tweets.

O código-fonte também é idêntico, portanto do ponto de vista do software do NodeMCU nada é alterado em relação ao projeto do post anterior.

Como funciona a integração com o Twitter?

Neste projeto, o Tweet é gerado por uma Aplicação / recurso do ThingSpeak chamado React. Este recurso permite programar uma ação a ser tomada mediante o atendimento de uma determinada condição (com base nos seus dados do seu canal  no ThingSpeak). No caso deste projeto, será criado e configurado um React para enviar um Tweet automaticamente se a umidade do solo medida for menor que 50%. Em resumo, quem de fato cuida do envio do Tweet é a ThingSpeak, sendo este mais um recurso muito interessante da plataforma.

Twitter

Fazer o próprio ThingSpeak se encarregar desse tipo de coisa é muito mais prático do ponto de vista de operação dos sistemas embarcados, pois, desta forma (delegando operações para plataformas IoT), os softwares embarcados são mais simples / mais dedicados a sua principal função. No caso deste projeto, o software embarcado no NodeMCU pode se dedicar, portanto, ao sensoriamento (umidade do solo) e envio de dados ao ThingSpeak, ficando mais “leve e livre” em termos de software, o que torna facilmente viável futuras implementações / updates.

Passo-a-Passo: Twitando com o ThingSpeak

Para fazer o ThingSpeak enviar Tweets utilizando o recurso React, siga os passos:

Faça uma conta no Twitter dedicada a seu projeto. Você pode também utilizar sua própria conta para isso se quiser também (aqui a escolha é livre).

Assim como no post da parte 1, você precisará criar um canal para seu projeto no ThingSpeak. Aqui, utilizar o mesmo canal utilizado no post da parte 1.

Uma vez logado na conta do Twitter que deseja vincular ao ThingSpeak, faça login no ThingSpeak em uma outra aba do navegador (mantendo a aba do Twitter aberta).

Na página principal do ThingSpeak, clicar em Aplicações, conforme mostra a figura abaixo:

Planta IoT com ESP8266

Uma vez aberta a página de Aplicações, Clicar em React (observe figura):

Configuração TS

Na tela que surgir, clique no botão “New React”

Agora, deve ser criado o React conforme mostra a figura a seguir.
Observações: 
a) Se não tiver conta Twitter vinculada ao ThingSpeak, nesta mesma pagina haverá opção para vincular.
b) Selecione em If  channel o seu canal ThingSpeak que deve executar o React
c) Em then tweet, informar o texto que deverá ser tweetado, lembrando que essee texto é fixo.

Configuração-TSP

Clique em Save React e pronto! Basta agora o ThingSpeak receber um dado de umidade de solo menor de 50% para que um Tweet (com o texto configurado no passo anterior) seja gerado!

Colocando o projeto para funcionar!

Uma vez feito / configurado o React conforme explicado neste post, basta utilizar o mesmo código-fonte da parte 1, colocar o software no NodeMCU e observar os Tweets serem gerados! Observe como ficou o Tweet do nosso projeto acessando este link:

Gostou? Ajude-nos a melhorar o blog atribuindo uma nota a este tutorial (estrelas no final do artigo), comente e visite nossa loja FILIPEFLOP

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 Comentários

  1. Oi Pedro!

    Sempre postando coisas legais para a galera, parabéns como sempre amigo!

    Note, alguns colegas me indagaram sobre erro ao compilar o código, dei uma olhadinha e percebi que sim tem um pequeno erro na linha 133, Serial.println(“Planta IoT com ESP8266 NodeMCU”). note que em vez de ponto e virgula tem somente um ponto.

    Creio que deve ser alterado no fonte para que o pessoal que copia e cola não tenha inconvenientes.

    Grande abraço!

    CK

    1. Carlos, boa noite.

      Primeiramente, muito obrigado pela leitura e elogios! É gratificante saber que os projetos estão sendo úteis!
      Muito obrigado pelo alerta do erro no código. Vou corrigir imediatamente.

      Atenciosamente,
      Pedro Bertoleti

      1. Obrigado a você Pedro!!!

        Att.

        CK

  2. ERRATA leia-se linha 113

    Abs.

    CK

  3. Olá Pedro,

    Inspirado em seu Tuto, coloquei em pratica e dei uma incrementada no visual no thingspeak, veja o vídeo por favor.

    Link https://www.youtube.com/watch?v=Ppeh5l1VRL0

    Grande abraço!

    CK

    1. Carlos, muito legal!!!
      Gostei muito do que fez no ThingSpeak, ficou muito bom! E obrigado por citar o Blog FilipeFlop e eu como referências, ficamos realmente gratos.

      Atenciosamente,
      Pedro Bertoleti

      1. Pedro, obrigado!!!

        É um prazer e um dever etico neste caso citar as fontes, neste caso você e o site.
        De nada e disponha.

        Att.

        CK

  4. Boas, como é que ponho a mandar tweets sempre que se verifique que a humidade é menor que 50 % ?

    Cumprimentos

    1. Isso é exatamente o que está sendo feito.

      1. mas eu fiz como esta ai, e depois de mandar o primeiro tweet em que a humidade foi menor que 50 % não manda mais tweets quando a humidade é menor que 50 % , e nao sei porque

Trackbacks and Pingbacks

  1. […] continuidade ao projeto da planta IoT (Planta IoT com ESP8266 NodeMCU e Planta IoT com ESP8266 NodeMCU – Parte 2), agora chegamos à parte 3 do projeto: avisos de umidade de solo via […]

  2. […] continuidade ao projeto da planta IoT (Planta IoT com ESP8266 NodeMCU e Planta IoT com ESP8266 NodeMCU – Parte 2), agora chegamos à parte 3 do projeto: avisos de umidade de solo via […]

  3. […] Planta IoT com ESP8266 NodeMCU – Parte 2 (Envio de avisos pelo Twitter) […]